Imprensa24h 21 de setembro de 2018
Candidato à reeleição pelo PSD, o governador Belivaldo Chagas, a partir de um levantamento criterioso dos desafios atuais que se impõem à oferta de serviços públicos de saneamento básico aos sergipanos, propõe um conjunto de ações em seu Programa de Governo para ampliar, melhorar e dar mais efetividade aos sistemas de abastecimento de água, buscar a universalização do esgotamento sanitário em todas as sedes municipais, e garante não haver possibilidade de privatização da DESO (Companhia de Saneamento de Sergipe) em seu governo.
Os serviços de saneamento, explica Belivaldo, são fundamentais à elevação da qualidade de vida das pessoas, à promoção e manutenção da salubridade humana e ambiental, à proteção dos ambientes naturais e ao desenvolvimento do ecoturismo.
“Desse modo, os investimentos em obras de saneamento básico, que planejamos porque sabemos que somos capazes de executar, são necessários não apenas para corrigir o déficit de cobertura pelos serviços, como também para proteger a população de riscos epidemiológicos e sanitários”, destaca o governador do Estado.
De acordo com Belivaldo, o que está proposto no Programa de Governo, que elaborou junto com a petista Eliane Aquino, candidata a vice-governadora de sua chapa, são ações que visam a dar continuidade ao trabalho que o governo estadual já executa.
Para exemplificar a atuação de seu governo na área de saneamento básico, Belivaldo citou investimentos milionários feitos para a implantação e entrega de redes de abastecimento e sistemas simplificados de abastecimento de água em diversos municípios sergipanos, substituição e modernização de perímetros irrigados, duplicação de adutoras e construção e recuperação de barragens.
“Mas, reconhecemos que ainda há desafios a serem superados e vamos implantar rede coletora e sistemas de tratamento de esgotos em todas as sedes municipais, especialmente aqueles integrantes de áreas de interesse turístico e com Plano Municipal de Saneamento aprovado; construir sistemas alternativos de captação e adução de água para atender comunidades rurais; ampliar as reservas de água para atendimento do abastecimento humano e animal na área rural e duplicar sistemas de adução de água bruta”, garante Belivaldo.
O governador afirma que a execução de serviços e obras para a implantação de sistema de esgotamento sanitário nos municípios sergipanos irá suprir o déficit de cobertura de esgotamento sanitário, melhorar a saúde da população e atenuar os impactos ambientais negativos do lançamento dos esgotos “in natura”, sobretudo, nos rios Poxim, Pitanga, Cotinguiba, Sergipe e São Francisco.
Águas e Desenvolvimento
No Programa de Governo Pra Sergipe Avançar, Belivaldo e Eliane contemplaram ações voltadas a otimização de processos produtivos que têm na água importante suporte, como a irrigação, a aquicultura e a agricultura orgânica, “que a cada ano vem ganhando importância”, ressalta Eliane Aquino.
A candidata a vice de Belivaldo afirma que as ações propostas, objetivam, fundamentalmente, “assegurar suprimento hídrico à produção como forma de valorizar a apropriação de riquezas, promover melhoria nos padrões da saúde da população e estimular a eficiência econômica dos processos produtivos e da equidade social, garantindo a sustentabilidade dos ecossistemas e dos serviços ambientais”, explica.
Para isso, os candidatos governistas propõem intensificar o apoio à agricultura irrigada (reabilitar e modernizar os perímetros irrigados públicos), ao desenvolvimento da Agricultura Orgânica e ao desenvolvimento da Aquicultura e Pesca.
Não à privatização
Ao tratar de saneamento básico, o governador Belivaldo Chagas reafirma o compromisso de seu governo não privatizar a DESO, em defesa do patrimônio dos sergipanos. Segundo explica, a partir do momento em que o Governo de Sergipe encerrou o contrato com o BNDES que previa estudos para a privatização da Companhia, “não há mais razão para se falar em privatização da DESO”.
Belivaldo relembra que seu governo contratou quase 700 novos servidores concursados para a DESO, investiu R$ 1,49 bilhão na reestruturação da rede sanitária do estado, com obras de implantação de sistemas completos de coleta e tratamento de esgotos domésticos, e apenas firmou o referido contrato com o BNDES por imposição do Governo Temer que, “com o apoio de seus aliados em Sergipe”, se empenhou pela entrega da Companhia à iniciativa privada, “assim como tentaram vender o Aeroporto de Aracaju”, complementa o governador.

Com isso, Belivaldo e Eliane tranquilizam os mais de 1.700 servidores concursados quanto à estabilidade de seus empregos e asseguram aos sergipanos a manutenção do patrimônio que é todos.

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*