Imprensa24h 11 de setembro de 2018

Valadares Filho entra na justiça para não ser chamado de candidato de Temer, mas em 2016 se gabava da proximidade com o presidente.

Com uma popularidade beirando os 4%, o Presidente Michel Temer se vê rejeitado pela maioria da população e por aliados de agora e de outros momentos.

Em nível nacional, nomes como Alckmin e Meirelles que tiveram participação ativa no seu Governo ilegítimo agora o escondem de suas campanhas.

Em Sergipe, a história se repete. Valadares Filho que votou a favor do impeachment de Dilma, respaldando a chegada de Temer à presidência, nega com todas as forças que tenha ligação com o atual comandante do Governo Federal.

O mais engraçado de tudo isso é que num passado muito, mas muito recente, Valadares Filho se gabava da sua ligação com Temer, garantindo que tinha acesso ao Governo Federal e, pior: zombava daqueles que consideravam Temer e os congressistas que deram sustentação ao seu projeto de poder como golpistas.

Bastar rever imagens do período em que ocorreu o impeachment da presidente Dilma e da campanha política pela prefeitura de Aracaju para perceber o quanto Valadares Filho se sentia à vontade em fazer parte da base de sustentação do Presidente Temer.

Hoje, é fácil dizer que é contra o presidente, assim como VF faz com Jackson, cujo Governo o PSB integrou até o momento em que lhe foi negado o apoio à candidatura para a Prefeitura. Difícil mesmo vai ser Valadares Filho e o PSB Sergipano explicar tantas mudanças de opinião e trocas de aliados.

Por. Nélio Miguel Jr
Foto: AssCom/AM

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Leave a comment.

Your email address will not be published. Required fields are marked*