Adilson Júnior critica falha no combate ao coronavírus em São Cristóvão

Insatisfeito com as ações tomadas pela prefeitura de São Cristóvão no combate ao coronavírus, o pré-candidato a prefeito, Adilson Júnior, resolveu tomar medidas para a melhoria.

“Em maio deste ano, protocolei um ofício na Ouvidoria do Ministério Público Estadual (MP/SE), sugerindo que o órgão de fiscalização e controle recomendasse à Prefeitura Municipal a estabelecer convênio com o Hospital Regional Senhor dos Passos, até porque, Marcos Santana não age por iniciativa própria”, declarou.

Enquanto aguarda retorno, o pré-candidato tem observado os resultados da ineficiência da gestão. O crescimento de casos confirmados é constante e o número de recuperados não tem seguido essa proporção, ficando para trás. Outro dado alarmante é referente ao número de mortes, aos quais, multiplicou 6 vezes em apenas 30 dias.

“Será que as medidas estão sendo tomadas à risca? O convênio com o hospital seria uma boa alternativa para auxiliar neste momento crítico no âmbito da saúde, mas já que não o faz, que exerça seu papel obrigatório com excelência, pois vidas estão em jogo”.

Testes Insuficientes

Segundo a prefeitura, os testes são realizados, preferencialmente, em profissionais de saúde, profissionais de segurança e idosos; os demais, devem esperar de 8 a 10 dias em isolamento, por não haver exames suficientes para toda a população.

Todavia, este protocolo não serve para todos e alguns buscam outros meios, com recursos próprios, para realizar o exame.

A moradora do município, Wanessa Bispo, informou – por meio de comentários nas redes sociais da prefeitura – que precisou procurar outro lugar, após mais de 10 dias de espera.

 

 

 

 

Ao tomar conhecimento da situação, Adilson lamentou.

“Foram investidos mais de R$ 879 mil no Centro de Atendimento Exclusivo para Pacientes com Síndrome Gripal e ainda é possível notar essa carência de testes. Várias pessoas fazem os exames com recursos próprios por terem urgência no atendimento e por sofrerem com esta precariedade”.

Além destas questões, deve-se considerar que, com a demora da realização dos testes, o quadro dos pacientes pode se agravar, levando-os a óbito.

“A campanha fala que a maior prioridade da prefeitura é o cuidado com o povo. É necessário que cumpram com o que pregam”, frisou Adilson.

 

Falha na Monitorização

A prefeitura de São Cristóvão afirma que é realizado o monitoramento de todos os pacientes a cada 48 horas, entretanto, populares alegam a ausência deste mecanismo essencial no tratamento.

 

 

Dificuldades no atendimento via WhatsApp

Não bastando todas os descuidos citados, há ocorrências de falhas no atendimento por whatsApp, um dos mecanismos de informações e prevenção à covid-19.

 

Para Adilson, tudo isso se trata de um grande desrespeito com a população de São Cristóvão.

“Todos os dias a prefeitura enfatiza a necessidade de ficarmos em casa e termos todos os cuidados necessários. Desta mesma forma, é imprescindível que a gestão exerça seu papel com excelência e garanta a população a segurança de um bom atendimento. Pedir publicamente que todos tenham solidariedade, enquanto falha em coisas mínimas, é desrespeitoso”, pontuou

 

 

 

Reprodução autorizada mediante citação da fonte: Imprensa 24h

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta