Pular para o conteúdo
Início » Agosto Lilás: Maria alerta para necessidade de combate à violência contra a mulher

Agosto Lilás: Maria alerta para necessidade de combate à violência contra a mulher

Para parlamentar, além de medidas para punir efetivamente crimes dessa natureza, é preciso ampliar ações de conscientização.

Entre 2017 e 2021, Sergipe registrou o número de 91 feminicídios em todo o Estado, com aumento de 42% entre 2020 e o ano passado, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP). Foi diante desse cenário preocupante que a deputada estadual Maria Mendonça (PDT) propôs o Agosto Lilás, através do Projeto de Lei (PL) 149/2019, transformado na Lei 8.577/2019, materializado em uma Campanha de sensibilização e de mobilização da sociedade em torno da violência contra a mulher, através de ações e atividades que contribuam para frear o problema.

Essa não é a única propositura da deputada que visa a segurança e bem-estar das sergipanas. Maria também é autora do PL 30/2019, que institui o programa “Lei Maria da Penha vai à Escola” no ensino médio da rede estadual de ensino. A matéria, ainda, está em tramitação na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). “A nossa proposta com o projeto é que os alunos tenham contato com os principais elementos da Lei Maria da Penha (Lei 11.340/2006). Assim, permitimos que os estudantes aprendam a importância da igualdade de gênero, impulsionando reflexões e prevenindo crimes de violência contra a mulher”, enfatizou.

A parlamentar defendeu que as medidas não devem se restringir ao campo da punição, e devem se estender, também, para o da conscientização. Para ela, é necessário agir contra a causa do problema, e não se limitar a conter seus efeitos. “É como querer cortar uma árvore retirando apenas seus galhos e não suas raízes. A violência contra a mulher, assim como vários outros temas relacionados à violência, são problemas complexos e com várias facetas, que exigem ações multidimensionais e que ajam em diversas frentes. Sem sensibilizar e conscientizar, iremos apenas remediar essa triste realidade”, salientou Maria Mendonça.

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter