Pular para o conteúdo
Início » Após projeto do vereador Binho, Aracaju receberá novos bueiros inteligentes

Após projeto do vereador Binho, Aracaju receberá novos bueiros inteligentes

Após o projeto de indicação nº 717/2022,  de autoria do vereador Binho (PMN) que busca sanar os problemas de alagamentos causados pelas chuvas em Aracaju,  os bueiros inteligentes começarão a ser implantados no município.

 A Prefeitura de Aracaju prepara a cidade para a instalação de mais unidades dos ecobueiros. Por esta razão, nesta quarta-feira, 27, o presidente da empresa, Bruno Moraes, esteve reunido com representantes da Secretaria Municipal da Defesa Social e da Cidadania (Semdec) e da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), para alinhar os locais estratégicos que receberão o equipamento.
“Para a fase inicial de implementação do projeto foram definidas 70 localidades em pontos mais frágeis da cidade especialmente, no período de chuvas mais intensas. Entre eles, os bairros 13 de Julho, Centro, Farolândia, Grageru, Jardins, São José, Novo Paraíso, Salgado Filho e Santos Dumont”, explicou o presidente Bruno Moraes.
De acordo com o secretário da Defesa Social e da Cidadania, major Silvio Prado, por meio da Defesa Civil do município, foram estabelecidos alguns critérios técnicos para a definição destes pontos. “Realizamos o levantamento das áreas mais críticas e apresentamos. Para isso, utilizamos três parâmetros principais: que não tenha influência direta da maré, locais em que temos alagamentos históricos e que sejam ocasionados pela obstrução da rede de drenagem e localidades com grande incidência de descarte de resíduos por parte da população e comerciantes, detalhou o secretário.
Para o diretor de Operações da Emurb, José Alberto Nascimento, a partir da implementação desses mecanismos, a administração municipal visa garantir a manutenção da rede de drenagem pluvial, além de minimizar os impactos negativos de um dos problemas mais eminentes, a exemplo dos alagamentos.
“O ecobueiro vai facilitar a manutenção e otimizar a limpeza da rede de drenagem, uma vez que ele retém o lixo descartado pela população de forma indevida. Desta forma, nos anteciparemos aos problemas que ocasionam a retenção das águas nas vias”, enfatizou Alberto.
Equipamento
O processo de fabricação do ecobueiro passou por alguns ajustes desde a instalação do modelo piloto, no último dia 13, porém mantendo o baixo custo. Agora, o equipamento é composto por uma grade feita em madeira de eucalipto e tela, com profundidade variada de acordo com as dimensões e características da parte interna de cada bueiro onde a caixa será acoplada.
A primeira estrutura que foi fixada em um dos bueiros externos do mercado Maria Virgínia Leite Franco, permite fazer uma espécie de filtragem do lixo jogado indevidamente na via pública, a exemplo de copos e embalagens plásticas. Assim, a retenção desse material facilita o processo de limpeza periódica, contribuindo para o rápido escoamento das águas.

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter