Cleice Kelly Sobrinho Santos: uma jovem mulher de luta, aspirações e conquistas

Cleice Kelly Sobrinho Santos nasceu no dia 06 de dezembro de 1987 na cidade de Aracaju-SE. É a filha primogênita da historiadora e escritora Josevânia Sobrinho Santos (Vânia Sobrinho) e do comerciante José Milton dos Santos. O casal teve quatro filhos. 

Desde criança, Cleice já se destacava na escola, tirando ótimas notas e ganhando medalhas e prêmios de melhor aluna. Estudou a maior parte da sua vida em escola pública e admirava muito seus professores, pois além do incentivo que recebia deles, a influência destes a levaram a escolher a licenciatura como sua profissão. 

No ensino médio, passou na prova do CIEE e conseguiu seu primeiro emprego como jovem aprendiz no Banco do Nordeste. Indo para o terceiro ano, diante de suas ótimas notas escolares, conseguiu também uma bolsa parcial no colégio Arquidiocesano. dinheiro que recebia no banco trabalhando como Jovem Aprendiz era revertido para o pagamento da bolsa parcial no Arquidiocesano. Mesmo com as responsabilidades do trabalho e do estudo, ela ficou classificada entre os 20 primeiros melhores alunos do ensino médio. 

Assim que terminou o ensino médio, Cleice foi aprovada no curso tecnólogo superior em Saneamento Ambiental, pelo Instituto Federal de Sergipe (IFS) e foi a partir daí que se apaixonou pela área ambiental. No ano seguinte, em 2007, Cleice foi aprovada no curso de Ciências Biológicas Licenciatura pela Universidade Federal de Sergipe (UFS), trilhando o caminho de seus admirados professores e sua nova paixão que era a questão ambiental. 

Durante sua graduação pela UFSCleice estagiou por dois anos no Laboratório de Sistemática Vegetal e no herbário ASE, com o projeto de pesquisa PIBIC/FAPITEC orientado pela Prof(a) Pós Doctor Ana Paula do Nascimento Prata, intitulado: O Gênero Eleocharis R. BR. (CYPERACEAE), em Sergipe, Brasil. Além disso, participou do 59º Congresso Nacional de Botânica – evento que aconteceu em Natal (RN), em 2008-, e do 60º Congresso Nacional de Botânica –na cidade de Feira de Santana (BA), no ano de 2009-, além de participar das coletas em campo e identificação de espécies de plantas do estado de Sergipe. Este período foi significativo no crescimento profissional, científico e pessoal de Cleice. 

Além disso, publicou artigos em revistas e periódicos a exemplo do artigo publicado na revista Sergipana de educação Ambiental (REVISEA) intitulado: A educação ambiental formal como ferramenta de sensibilização para a coleta seletiva na EMEF Olga Benário, em Aracaju/SE, sendo uma das autoras.  

Ao final do curso, decidiu se aventurar por uma nova vertente: saúde e educação. Foi a partir de sua monografia intitulada: “Representações sociais dos caminhoneiros sobre os recursos educativos utilizados na prevenção da AIDS em Sergipe, BR”, orientada pela professora Dr(a) Alice Alexandre Pagan, que Cleice ampliou os seus conhecimentos acerca da temática AIDS Representações Sociais, contribuindo para o entendimento e a luta contra o avanço desta síndrome na classe caminhoneira do município de Itabaiana-SEA seguir, publicou o artigo científico como primeira autora na revista Ciência & Educação (Bauru), intitulado: “Relatos de caminhoneiros sobre a prevenção do HIV e o material educacional impresso: reflexões para educação em saúde.” 

Após o término de sua graduação em Biologia na UFS e do seu curso superior tecnológico em Saneamento Ambiental no IFS, Cleice deu início à sua pós graduação em Educação Ambiental (UFS)e começou a lecionar em colégio particular, tendo experiência com o Ensino de Jovens e Adultos (EJA) nas matérias de ciências e biologia, permanecendo por 2 anos nesta modalidade de ensino e concluindo sua pós graduação. 

Publicidade:

Após sua experiência em sala de aula, Cleice foi aprovada em primeiro lugar no concurso público da Companhia de Saneamento de Sergipe (DESO) trabalhando por alguns meses nesta instituição na área de Educação Ambiental Comunitária e Escolar voltada à gestão e tratamento de água e esgoto nas escolas e bairros de Aracaju e do município de Lagarto-SE Foi também neste período que a mesma participou do Movimento Antivenda da Deso, participando das manifestações com os demais colegas de forma ativa contra a privatização da instituição. 

Atualmente, aos 33 anosCleice é funcionária pública na Prefeitura de Aracaju, exercendo o cargo de educadora social em um CRAS da zona norte de Aracaju, tendo experiência com crianças, adolescentes e idosos da comunidade do bairro Santos Dumont, trabalhando temáticas sociais, ambientais, direitos e deveres e protagonismo juvenil. É ainda vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Socioeducação do Estado de Sergipe (SINTS), atuando principalmente na luta a favor da vacina contra a COVID-19 para todos os trabalhadores do SUAS (Sistema Único da Assistência Social) 

Para além do currículo profissional, Cleice Kelly Sobrinho Santos é mulher preta, pertencente e defensora da causa LGBTQI+acredita na luta pela causa animal, e principalmente, acredita no poder da educação, em especial a educação ambiental na conscientização e transformação da comunidade local.  

 

Sou Vânia Sobrinho e estarei aqui semanalmente compartilhando com vocês textos biográficos de pessoas ilustres. 

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

  

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta