Congresso Internacional de Direito e Tecnologia reúne docentes e juristas

Aulas remotas, home office, tecnologia da informação. Esses temas ganharam destaque por conta da pandemia do novo coronavírus e impactam, também, na atuação do operador do Direito. Para abordar os reflexos da tecnologia no Direito, a Universidade Tiradentes promove, a partir de segunda-feira, dia 10, o Congresso Internacional de Direito e Tecnologia.

O evento ocorre de 10 a 13 de maio, no período da noite, e as inscrições estão disponíveis no endereço https://eventos.congresse.me/conditec. Até o momento, seis mil pessoas estão inscritas.
Docente do curso de Direito e do Programas de Mestrados e Doutorados da Universidade Tiradentes, Diogo de Calasans Melo Andrade explica que o tema do Congresso surgiu nos debates do grupo de pesquisa ‘Novas Tecnologias e os Impactos nos Direitos Humanos’, do PPGD.

“O mundo se transforma em virtual e as pessoas estão cada vez mais utilizando os aplicativos, as redes sociais, os sistemas de informação da web e realizando cada vez mais compras pela internet, ou seja, todos passaram a utilizar mais a tecnologia da informação. Houve um grande aumento no volume de dados na internet, sem que as pessoas tivessem tempo suficiente para se preparar para enfrentarmos as dificuldades tecnológicas em época de pandemia, sem esquecer o aumento dos crimes cibernéticos, fake news e vazamento de dados das empresas como nunca visto, violando a LGPD. Assim, os assuntos tratados nesse congresso têm ligação com a necessidade de refletirmos sobre o impacto das novas tecnologias e seus desdobramentos e reflexos nas formatações sociais que surgiram com a pandemia”.

Entre os temas que serão debatidos, estão: Regulação europeia de proteção de dados; Crimes cibernéticos; Nanotecnologia e meio ambiente;  Lei Geral de Proteção de dados; Privacidade; Tecnologia e os movimentos sociais;  Cidades Inteligentes e proteção de dados; Redes Sociais e Fake News; Biotecnologia, Bioética e Biodireito; Missão do direito e o desenvolvimento tecnológico; Racismo Algorítmico; Decisões do Tribunais de Justiça da União Europeia; Dignidade da pessoa humana e inteligência artificial.

Assessoria de Imprensa | Unit

Deixe uma resposta