Covid-19: Aracaju define fases, critérios e subgrupos para primeira etapa da vacinação

Apresentado em dezembro de 2020, o Plano de Vacinação de Aracaju tem fases e critérios bem definidos para realizar um processo de imunização seguro, evitando aglomerações e respeitando a urgência que os grupos prioritários demandam. Dividido em quatro fases, o plano leva em conta a necessidade de subdividi-las em etapas, a fim de que haja prioridade mesmo entre os grupos de risco, que reúnem milhares de pessoas.

Dessa forma, segundo a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, a primeira fase do planejamento abarca os trabalhadores da saúde e os idosos institucionalizados (ou seja, que estão em casas de longa permanência). Mesmo assim, ressalta a gestora, será preciso dividi-los em etapas. “Só de profissional de saúde, temos 28 mil. Por isso, classificamos como prioridade os que atuam em UTIs, depois em Urgências”, explica.

A mesma lógica será usada para os idosos. “Primeiro, os idosos com mais de 80 anos; depois, num segundo momento, idosos de 75 a 79 e, em seguida, de 70 a 74 anos. Porque idosos acima de 60 anos compõem um público muito grande, são cerca de 82 mil, então precisamos dividir em subgrupos”, afirma Waneska.

A secretária também explica que, nessa primeira fase, as salas de vacinação, que serão utilizadas para imunizar a população em geral, não serão necessárias. Isso porque os grupos prioritários receberão as doses no próprio local de trabalho, no caso dos profissionais de saúde; ou nas instituições, no caso dos idosos. “Em todas essas fases, haverá entrega de comprovante, para garantir que aquela faz parte daquela fase”, avisa a secretária.

Passada essa primeira etapa, as Unidades Básicas de Saúde, que reúnem as salas de vacinação, serão, inicialmente, os locais onde a população será imunizada. “Acredito que dividindo a população desse jeito, por fases, não haverá problemas de aglomeração nas Unidades, mas se houver, já solicitei espaços maiores, como ginásios e escolas para vacinar as pessoas, inclusive, com horário marcado”, esclarece.

Segundo a secretária, 40 das 45 UBS do município serão utilizadas para a imunização. “No Plano, propomos todas as estratégias que a Secretaria entende que são importantes para termos uma vacinação tranquila, efetiva e segura”, garante Waneska Barboza.

Foto: André Moreira

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta