Pular para o conteúdo
Início » Danielle afirma que Sergipe não tem uma política de desenvolvimento e que estado parou no tempo

Danielle afirma que Sergipe não tem uma política de desenvolvimento e que estado parou no tempo

A pré-candidata ao Senado, delegada Danielle Garcia (Podemos), afirmou que o estado de Sergipe não tem uma política de desenvolvimento e está parado no tempo. As declarações foram feitas durante entrevista, na segunda-feira (25), à Rádio Clube, durante visita ao município de Tobias Barreto.

De acordo com a pré-candidata, ao percorrer o estado, o que se percebe é o abandono e a falta de investimentos. “Nós não temos uma política de desenvolvimento em Sergipe. Nosso estado parou no tempo. E a explicação é muito fácil. É o mesmo grupo dominando o estado por muito anos. Essa é a nossa luta, mostrar que qualquer continuidade que aí está é permanecer no fracasso, permanecer no estado que vive no ostracismo há muito tempo”, declarou.

A delegada destacou que o Estado precisa oferecer oportunidades de geração de emprego para a população. “O nosso estado fica muito aquém no Nordeste, e no Brasil nem se fala. Eu tenho ficado muito impressionada com a pobreza em todos os lugares, com a falta de tudo. Vejo pessoas passando fome, sem emprego. A gente vê as cidades carentes de tudo, o desenvolvimento não chega. Não tem geração de emprego e renda, as pessoas são dependentes do poder público e boa parte fica à deriva”, salientou.

Ainda durante a entrevista, Danielle Garcia reforçou a importância de investir no turismo sergipano, que é um setor com capacidade de movimentar a economia e gerar empregos diretos e indiretos. “Sergipe parece que está apagado do mapa do Nordeste. O turismo tem o poder de movimentar bastante a economia quando recebe a devida atenção e investimentos, o que não tem ocorrido em nosso estado”, afirmou.

A pré-candidata ao senado chamou atenção para os potenciais que poderiam ser mais explorados para tornar Sergipe mais atrativo. “Temos uma Orla e praias lindas. Temos ainda os Cânions de Canindé de São Francisco, mas quem vai para lá não se hospeda mais no município sergipano, todo mundo vai para Piranhas, em Alagoas, que tem toda uma estrutura hoteleira e de restaurantes”, salientou.

“Tem tanta coisa legal em Sergipe, para valorizar na economia, no turismo, na cultura, mas está tudo jogado às traças. Vivemos no menor estado da federação, poderíamos ser exemplo. Temos fácil acesso para os lugares, mas nada funciona. É muito triste ver o estado paralisado, mas nós não vamos desistir de lutar por um Sergipe melhor e com as mudanças necessárias”, finalizou a pré-candidata.

Foto: Igor Graccho

Ascom Delegada Danielle Garcia

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter