Danielle copia discurso demagógico de Alessandro sobre financiamento de campanha

Na condição de pré-candidata à prefeita de Aracaju, a delegada Danielle Garcia (Cidadania) concedeu entrevista à edição do Cinform desta segunda-feira (6) e afirmou que a gestão do prefeito Edvaldo Nogueira, seu principal rival na disputa eleitoral deste ano, é “amarrada aos grandes empresários e seus objetivos financeiros”.

Recém-filiada ao partido presidido em Sergipe pelo senador Alessandro Vieira, Danielle não faz mais que repetir o discurso demagógico do correligionário e colega de profissão, que, ao conceder entrevista ao jornalista Jozailto Lima, em 29 de dezembro, acusa Edvaldo de ser “absolutamente vinculado aos grandes empresários”.

Segundo Alessandro, é impossível alguém financiar uma campanha eleitoral e não ter interesse posterior, pois, explica o senador, um doador de campanha, atualmente, é sócio do mandato “para fins particulares ou empresariais de grupos econômicos”. “Normalmente, a pessoa [doadora de campanha] tem interesse, pelo menos, em fazer valer a sua opinião”, diz.

Pela suposta vinculação de Edvaldo a ‘grandes empresários’, Alessandro entende que o prefeito não atende os interesses da população e não seria capaz de “romper os modelos tradicionais da política”, afirma o senador, na tentativa de diferenciar sua ‘nova política’ daquilo que classifica como ‘velha política’.

Publicidade:

Porém, esse discurso do senador Alessandro, copiado literalmente pela delegada Danielle Garcia, não passa de demagogia político eleitoral. Assim não fosse, o então candidato a senador Delegado Alessandro Vieira teria recusado a doação feita à sua campanha pelo empresário Eduardo Mufarej, milionário que doou, em 2018, mais de meio milhão de reais a 42 candidatos a diversos cargos eletivos.

Entretanto, Danielle Garcia esconde do eleitorado o interesse oculto do multimilionário que financiou a campanha do senador Alessandro e de outras dezenas de candidatos em diversos estados do país.

Com essa conduta demagógica, percebe-se claramente que, tanto o delegado quanto a pré-candidata do Cidadania a prefeita de Aracaju adotam discurso diferente daquilo que praticam no dia a dia da política.

 

Fundo eleitoral

Na mesma entrevista ao Cinform, Danielle insiste em demonstrar a distância que seu discurso mantém da prática adotada pelo seu agrupamento político. Questionada quanto ao financiamento de campanha com recursos públicos (fundo eleitoral), a delegada faz voltas e não esclarece se é contra ou favorável.

“A política brasileira precisa de novas práticas, e isso significa novas formas de fazer campanha eleitoral. É algo que deveria ser observado pela sociedade: você vota em quem usa recurso público milionário para fazer campanha ou apoia candidaturas econômicas e verdadeiras?”, diz Danielle.

Com essa resposta/pergunta, a delega omite que o presidente do diretório do Cidadania em Nossa Senhora do Socorro, deputado Samuel Carvalho – cuja pré-candidatura é apoiada por Danielle -, teve a campanha financiada com dinheiro do fundo eleitoral do PR (atual PL), partido de Edvan Amorim, que, considerando o discurso desse agrupamento, exemplifica o que Alessandro vende como nova política.

No discurso, Alessandro diz ser contra o país financiar candidaturas políticas, mas, na prática, defende a candidatura de Samuel Carvalho a prefeito de Socorro, mesmo sabendo que este foi financiado pelo fundo eleitoral e teve suas contas de campanha reprovadas pelo Tribunal Regional Eleitoral, por unanimidade, pela utilização incorreta do dinheiro público.

Esse o retrato do agrupamento da nova política do senador Alessandro Vieira, que pretende convencer o eleitorado aracajuano de que Danielle representa novas práticas políticas.

 

 

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes :

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *