“Deveríamos estar bem mais avançados”, afirma Eduardo Amorim sobre a vacinação contra a Covid-19

Em entrevista aos radialistas Mary Rodrigues e Eduardo Carvalho, na Xodó FM, o presidente do PSDB Sergipe, o médico Eduardo Amorim, fez uma avaliação da pandemia de Covid-19 no país, especialmente em relação a Sergipe. Segundo Eduardo Amorim, o país enfrenta o pior momento da pandemia.

“Nunca tivemos a ocupação de leitos por pacientes com Covid como agora. Todas as cirurgias eletivas estão sendo suspensas nos hospitais privados e públicos, para que os insumos e medicamentos sejam reservados para pacientes que precisem de alguma intubação e respirador”, ressaltou.

Para o médico, a ocupação das UTI’s já era prevista, uma vez que Sergipe sempre contou com déficit de leitos. “Sem pandemia deveríamos ter cerca de 600 leitos de UTI, segundo o que recomenda a Organização Mundial da Saúde, e mesmo com a pandemia não temos esses leitos. O que a pandemia está nos mostrando com muito sofrimento e mortes é que a nossa saúde pública sempre foi muito precária e piorou muito nos últimos anos”, salientou.

Questionado sobre a vacinação, o médico afirmou que o Brasil está atrasado e bem longe do desejado. “Deveríamos estar bem mais avançados. Poucos países do mundo tem um sistema único de saúde como o nosso. Aliás, o nosso SUS é o maior sistema de saúde pública do planeta. Ele é dividido, além da responsabilidade de cada ente federado, pelos diversos departamentos, como o de imunização. Temos a expertise, o preparo e o instrumento para aplicar a vacina, mas demoramos muito para que houvesse o diálogo com os laboratórios que produzem as vacinas”, frisou.

Publicidade:

Assessoria de Imprensa

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta