Dia do assistente social e a assistência ao estudante no ensino superior

Prezados leitores, iniciamos o texto de hoje homenageando o dia do
assistente social, no último dia 15 de maio, profissão que participa da atenção
sócio-emocional na suas atividades diárias. Entre os setores que faz parte do
trabalho do assistente social está o setor da Educação do Ensino Superior, o
qual presta atendimento direto ao estudante cursando a graduação universitária.

E para você que tem pesquisado sobre esse assunto, conversamos com a
Assistente Social do Setor PROEST (Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis)
Andréia Baptista, que faz parte da Divisão de Programas de Assistência
Estudantil (DIPAI) na Universidade Federal de Sergipe, para trazer
esclarecimentos sobre como é o Serviço Social da Assistência Estudantil na
Educação do Ensino Superior na Instituição.

Primeiramente, ressaltamos na entrevista que o trabalho assistencial
neste setor lida com situações de emergência do estudante, que na maioria das
vezes já procura este serviço com o seu emocional afetado pelas preocupações
sobre as condições sociais para se manter estudando. Ou seja, o perfil sócioeconômico assistido pelo Serviço Social são de estudantes com renda per capta de zero a 1 salário e meio, que esteja devidamente vinculado ao curso presencial a graduação universitária.

Um outro aspecto importante ressaltado pela assistente social, está sendo
a importância desse serviço durante o presente período de pandemia, em que
foi disponibilizado suporte de Auxílios Especiais para estudantes sem condições
de obter o acesso à internet para manter os seus estudos em dia. Esses Auxílios
Especiais contemplou a todos os estudantes que necessitavam desse suporte,
para manter assim a permanência nos estudos do Ensino Superior Público
Federal.

Finalizando, quero parabenizar ao trabalho realizado pela Assistência
Estudantil da PROEST da Universidade Federal de Sergipe, agradecendo a
entrevista cedida pela assistente social Andréia, e parabenizar também toda
equipe multidisciplinar que realiza esse importante e fundamental trabalho no
campo educacional, e todas as demais instâncias que fazem parte da Instituição
UFS. Como sempre ressaltamos aqui na Coluna Saúde da Alma, a Educação
também pode ser vista como um remédio para a alma, ou um remédio emocional,
pelo trabalho que acontece no campo do raciocínio das pessoas que procuram
nos estudos e profissionalização um caminho de construção de suas próprias
vidas.

Meu nome é Andréa Modesto e estaremos aqui semanalmente
conversando nesta coluna. Se você gostou, curta, comente, compartilhe com
seus amigos. Me siga no meu canal do You Tube: Andréa Modesto ou
Facebook: www.facebook.com/andrea.liberty.5/saúde-da-alma. Instagram:
andrea.liberty.5

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta