Pular para o conteúdo
Início » Energisa troca lâmpadas para famílias beneficiadas pela tarifa social

Energisa troca lâmpadas para famílias beneficiadas pela tarifa social

Tarifa Social concede descontos de até 65% na conta

Desde o mês de fevereiro, a Energisa em Sergipe está percorrendo vários municípios sergipanos para realizar a troca de lâmpadas incandescentes ou fluorescentes por lâmpadas de LED, que são mais econômicas e eficientes. A iniciativa integra as ações do Programa de Eficiência Energética (PEE) para promover o uso consciente de energia elétrica.

Mais de 15 mil lâmpadas foram trocadas durante atendimento às famílias cadastradas no programa Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE) que residem nos municípios de Aracaju, General Maynard, Japaratuba, Laranjeiras, Itabaiana, Amparo do São Francisco, N. Senhora da Glória, Gracco Cardoso, São Miguel do Aleixo, Areia Branca e Itaporanga D’ajuda.

“Cada residência pode ter até quatro lâmpadas trocadas gratuitamente. São vários os benefícios que as lâmpadas LED apresentam, como uma melhor qualidade da iluminação e maior durabilidade, gerando economia no consumo de energia e, consequentemente, reduzindo custos na conta de luz.  Vamos continuar trocando as lâmpadas nas localidades com maior vulnerabilidade social”, explica o coordenador de Eficiência Energética, Pedro Lins.

Tarifa social

A Energisa em Sergipe possui mais de 247 mil cadastrados no Programa de Tarifa Social de Energia Elétrica – TSEE.  A Energisa alerta que ainda existem mais 60 mil famílias que possuem direito a tarifa e podem se cadastrar. O programa social do Governo Federal concede desconto de até 65% na tarifa de energia, dependendo do consumo do imóvel.

Para receber o benefício do Governo Federal, as famílias precisam estar inscritas no Cadastro Único com renda mensal menor ou igual a meio salário-mínimo por pessoa, famílias com portador de doença que precise de aparelho elétrico para o tratamento – nesse caso com renda mensal de até três salários-mínimos. Também têm direito as famílias indígenas, quilombola ou com integrante que receba o Benefício de Prestação Continuada.

“Anteriormente, o cliente precisava fazer a inscrição no CAD Único, do Ministério do Desenvolvimento Social, e depois ir até um posto de atendimento da concessionária de energia elétrica para solicitar a inscrição na Tarifa Social de Energisa Elétrica. Agora, tudo fica mais fácil: o cliente continua precisando fazer a inscrição e atualização dos dados no CRAS, mas não precisa ir até a concessionária, contanto que o seu cadastro esteja atualizado na concessionária”, explica Pedro.

As concessionárias estão realizando o cruzamento dos dados enviados pelo Ministério com o banco de dados de clientes, identificando assim aqueles que atendem aos requisitos e têm direito ao benefício para fazer o cadastro automaticamente. Clientes que não estejam cadastrados em programas sociais do Governo ou no CadÚnico e atendam aos requisitos para a Tarifa Social devem procurar os CRAS para fazer o cadastro.  É fundamental ter o Número de Identificação Social (NIS).

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter