Pular para o conteúdo
Início » Evento no SergipeTec marca o início das aulas do programa INOVAR-SE

Evento no SergipeTec marca o início das aulas do programa INOVAR-SE

O SergipeTec  e o Instituto Banese promoveram na manhã desta quarta-feira (27), o evento “Um Start na Educação: a Inovação e o Incentivo à Cultura de Startups Sergipanas”. O evento foi realizado no auditório do parque tecnológico e marcou o início das atividades dos alunos do programa INOVAR-SE, que beneficia estudantes com curso de formação básica na área de TI.
A cerimônia iniciou com a palestra do diretor presidente do SergipeTec, Eduardo Prado, que comentou sobre as alterações climáticas e a responsabilidade da juventude com a preservação da natureza e o uso das tecnologias do futuro. Segundo ele, o projeto é motivo de muito orgulho para o parque e para o Banese, pois foi criado uma ideia de empreendedorismo e inovação.
“Na missão do SergipeTec, a educação é uma coisa que nos dá muito prazer, principalmente quando trabalhamos com essa juventude que vai ser o futuro da mão de obra do empreendedor do estado”, destacou Eduardo.
Em seguida, o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia de Sergipe, José Augusto de Carvalho, comentou a atuação do SergipeTec com o projeto. “O SergipeTec está atuando, produzindo os cursos e aproximando empresas. É um trabalho longo, contínuo e persistente. Nós acreditamos e vibramos com o projeto e temos consciência que os ganhos são de longo prazo”, afirmou o secretário.
O programa Inovar-SE beneficia 70 estudantes da rede estadual de ensino, proporcionando capacitações com tecnologias de alto impacto como a inteligência artificial. Um dos objetivos é aproximar os jovens da tecnologia abrindo possibilidades para o empreendedorismo.
Para o presidente do Banese, Helom Oliveira, o objetivo é fazer com que o Estado consiga gerar profissionais para atender a própria demanda de pessoas atuando na área de tecnologia. “A ideia é trazer expertise e inovação externa, incubar e desenvolver as aptidões locais para fomentar as profissões de tecnologia futuramente, gerando mais mão de obra especializada no mercado”, explicou Helom.
Expectativa dos estudantes
A estudante Suellen da Silva Santos compõe o grupo dos 70 jovens beneficiados com o programa e está gostando muito da proposta. “Essa está sendo uma oportunidade para a gente alavancar o conhecimento e aprender mais. Sem dúvidas está sendo um projeto incrível de participar”, disse.
No evento também foram apresentados os trabalhos realizados pelo Parque Tecnológico no setor de educação para os jovens da rede pública de ensino e foi realizada a entrega de certificados do programa Jovem Tech.