Fábio Henrique queria um aumento real para o salário mínimo

A Câmara dos Deputados aprovou o PLOA (Projeto de Lei Orçamentária) para 2020, na noite dessa quarta (09), que prevê um salário mínimo de R$ 1.040,00, que representa um aumento de 4,2%, igual da inflação. Para o deputado federal Fábio Henrique (PDT/SE) esse reajuste não proporciona um ganho real no salário dos trabalhadores brasileiros.

Fábio Henrique defendeu que o salário mínimo fosse corrigido, além do reajuste da inflação, também pelo crescimento do PIB (Produto Interno Bruto), o que resultaria em um ganho real, conforme destaque apresentado pelo Partido dos Trabalhadores (PT). “Infelizmente esse destaque foi rejeitado e o governo está apenas repondo a inflação. Não há país que se desenvolva sem que melhore o poder de compra. Quem compra na feira, na bodega é quem ganha menos. Infelizmente, esses estão sendo prejudicados”, argumentou o deputado pedetista.

Para o deputado sergipano, foi um dia triste em que o Congresso Nacional negou o direito ao povo pobre de ter um reajuste real. Atualmente o salário mínimo é de R$ 998,00. “É importante que cada um desses parlamentares, quando chegar à sua base, tenha coragem de dizer ao trabalhador que negou o aumento. Não haverá recuperação da economia do país, não haverá geração de emprego se não houver o aumento do poder de compra do povo brasileiro. Essa é uma triste decisão dessa casa”, lamentou Fábio Henrique.

 

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta