Pular para o conteúdo
Início » Fábio Mitidieri afirma que quer ser o governador que vai fazer Sergipe avançar no desenvolvimento

Fábio Mitidieri afirma que quer ser o governador que vai fazer Sergipe avançar no desenvolvimento

Com uma economia baseada no setor de serviços, em 2019, o setor foi responsável por 75% do PIB (Produto Interno Bruto) do estado, Sergipe possui potencial econômico nas áreas de tecnologia, carcinicultura, petróleo e gás. É o que acredita o pré-candidato ao governo do Estado Fábio Mitidieri.

Com um plano de governo focado no combate à fome e na geração de emprego, Fábio pretende trabalhar o crescimento de Sergipe por meio da atração de indústrias que fazem uso intensivo de gás, estimulando a contração de empresas e de mão de obra locais na cadeia produtiva. O Primeiro Emprego Petróleo e Gás é um dos braços desse projeto.

“O objetivo é que o jovem estagie na empresa por seis meses, de forma subsidiada pelo Estado, e depois seja contratado pela empresa. Dessa forma, teremos mão de obra qualificada e experiente”, explica Fábio, destacando também o fomento à produção científica e acadêmica local como meta.

Implantação de mais agroindústrias

Para gerar emprego e renda, Fábio vai trabalhar pela implantação de novas agroindústrias nas diversas regiões do estado, aproveitando as vocações de cada uma e agregando valor à nossa produção, a exemplo do fortalecimento das queijarias, por meio de assistência técnica e linha de crédito junto ao Banese, e da carcinicultura.

“Quero ser o governador que vai fazer Sergipe avançar no desenvolvimento e garantir acesso à tecnologia, como drones e maquinários, ao micro e pequeno agricultor. Investir no melhoramento genético dos rebanhos dos pequenos criadores. Apoiar a formação de cooperativas e o agronegócio, e criar novos canais de distribuição para a agricultura familiar. E fomentar a industrialização dos nossos produtos agropecuários, agregando valor aos nossos produtos e melhorando os preços de venda”.

E como fazer isso? Primeiro, criando um ambiente favorável e seguro para esses novos negócios, investindo em qualificação profissional para atender às novas tendências, incentivando a criação de startups e novos modelos de empreendimentos, gerando conhecimento, e atraindo profissionais de tecnologia da informação para formarem aqui nosso grande time de inovação.

“Vamos explorar os diversos nichos que podemos utilizar em Sergipe, aproveitando as potencialidades de cada região e o know how da nossa gente, como o turismo de negócios, religioso e gastronômico. Vamos criar novas rotas turísticas”

Inovação e Tecnologia

A área de pesquisa, inovação e tecnologia também está no plano de desenvolvimento de Fábio. Atualmente, Sergipe conta com Fapitec, Sergipetec e ITPS. A ideia é reorganizar, por meio de investimentos e ampliação de quadros, para que o estado tenha competitividade.

Nesse ponto, o aporte em educação também é necessário. “Sempre se fala que investimento em educação é a longo prazo, mas o Estado já vem fazendo esse trabalho ao longo dos anos com reforma de escolas, investimentos em estruturantes, vamos avançar nos cursos técnicos ofertados, diversificando as áreas e ampliando o ensino integral paras todas as escolas. Somente com educação vamos avançar”.

Logística

Aproveitar a localização geográfica estratégica, entre os principais mercados consumidores do Nordeste, também está no Plano de Governo.

“Tornar Sergipe um polo de logística de importação por conta da sua localização, a exemplo do que aconteceu com o Espírito Santo, é uma forma de atrair investimento e renda. O governo de Belivaldo já vem melhorando nossa malha viária, temos o porto e o aeroporto com perspectiva de ampliação, segundo a empresa Aena. O que vamos fazer é gerar emprego, renda, colocar comida na mesa do sergipano”, afirmou.