Funcap realiza dois dias de programações com artistas da Lei Aldir Blanc

A Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap) estará com novas programações culturais, nos dias 25 e 26 de maio, repletas de artistas contemplados nos editais da Lei Aldir Blanc (LAB). Na terça-feira, 25, às 18h, dando continuidade as parcerias entre a Funcap e os Shoppings do estado, é a vez do Shopping Prêmio receber exposições da LAB, com as obras inéditas: “Salve o Cangaço”, de Shelldon Rodrigo e “As Ruas Invadindo as Galerias”, do artista Alefake. Além da exposições, haverá também o lançamento do livro “Poemas de Luz no Limite do Destino”, da escritora Maria do Carmo Melo Santos. A solenidade de abertura será virtual e contará com transmissão ao vivo pelo Instagram e Youtube da Fundação. Já na quarta-feira, 26, às 19h, a Aperipê TV, canal 6.1, vai transmitir a homenagem ao dia do Sanfoneiro com trios convidados e apresentação de Zito Costa.

Sobre o dia do Sanfoneiro

A Funcap dá o pontapé inicial aos festejos juninos com programação especial em homenagem ao dia dos Sanfoneiros. Serão quatro atrações: Capunga do Forró, Cacimba Nova, Capitães do Forró e Ararão do Nordeste, que animarão a transmissão junto ao apresentador Zito Costa.

Sobre as exposições

Uma parceria foi firmada entre a Fundação e os shoppings do estado de Sergipe para que as obras dos artistas contemplados na LAB possam chegar também de forma presencial à população. O primeiro centro comercial a receber exposições foi o Shopping Riomar, na última terça-feira, 18. Agora é a vez do Shopping Prêmio, que receberá obras inéditas de dois artistas de arte urbana: Shelldon Rodrigo e Allefake que contam histórias através de grafittis.

Em “Salve o Cangaço”, o artista Shelldon Rodrigo mostra que nem só de seca vive o cangaço. As imagens mostram o verde do sertão, a vida simples do cangaço, uma casinha de taipa e o carro de boi, a seca do sertão retratada nas rachaduras da terra no chão. A história de Maria Bonita, a primeira mulher a ingressar no cangaço e também do nosso rei do cangaço, Virgulino, o Lampião, chamando atenção por sua postura e imagem marcantes. A natureza desenha o cangaço, em meio a vegetação da caatinga, um olhar para o pôr do sol e reflexos de uma vida em meio ao cangaço. A expedição de um cangaceiro no cangaço no dorso do seu cavalo, a terra seca que faz brotar o verde, o verde dos cactos que brotam para mostrar que há vida no sertão.

Conhecido como SBUK90, no meio da cena do graffiti de Sergipe, Shelldon começou em 2000 na pichação e em 2009 conheceu o graffiti, que o levou a uma nova percepção da arte. Expôs um dos primeiros trabalhos com tela na Galeria Álvaro Santos dois anos seguidos, 2014 e 2015.

As ruas invadindo as galerias é a exposição do artista Alefake, que começou a grafitar no ano de 2009, fazendo pichação desde 2010, para depois se envolver no mundo do graffiti e conhecer mais o que a rua tinha para oferecer. Em 2012, começou a sair de Aracaju para levar o nome do seu estado em várias regiões do Brasil. O artista uniu a arte plástica das telas com a arte do graffiti de rua.

Sobre a escritora

Maria do Carmo Melo Santos é escritora, participa do Teatro SOS Alegria, do Hospital de Urgência de Sergipe. Escreve peças teatrais, poemas, contos e fábulas. Seu trabalho como escritora tem, na ajuda ao próximo, uma de suas principais inspirações.

Lei Aldir Blanc

A Lei Aldir Blanc é uma realidade através de recursos da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, destinada ao Governo do Estado de Sergipe.

Assessoria de Comunicação
Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap/SE)
Governo do Estado de Sergipe

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta