Governo de Sergipe paga parcela de maio do auxílio CMais

Beneficiários destacam importância do auxílio para a segurança alimentar de suas famílias durante a pandemia

Nesta segunda-feira (10), o Governo de Sergipe creditou a parcela de maio para os beneficiários atendidos pelo Cartão Mais Inclusão – CMais. O benefício pode ser utilizado para a aquisição de alimentos em qualquer estabelecimento da rede credenciada Banese. Através da Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias), foram investidos cerca de R$ 2,5 milhões nesta parcela do programa, que vem fazendo a diferença nas vidas de aproximadamente 20 mil famílias em situação de extrema pobreza, durante a pandemia.

Entre as beneficiárias do CMais, está a catadora de material reciclável Maria Nadir, de 57 anos, moradora do Conjunto Marcos Freire II, em Nossa Senhora do Socorro. Ela teve que parar de trabalhar quando a pandemia chegou. Por ter doença cardíaca, tenta evitar se expor, nas ruas, ao risco de ser contaminada pela Covid-19. Mas, como ela iria se alimentar sem trabalhar? – foi a pergunta que se fez. Quando o Governo de Sergipe criou o Cartão Mais Inclusão – CMais, em abril de 2020, Dona Nadir respirou aliviada.

Para ela, ter o que comer é sinônimo de felicidade. “Eu fico sem palavras sobre o quanto esse Cartão tem me ajudado. Agora, com a pandemia, tive que parar de trabalhar e não estou catando mais materiais na rua. Imagina o quanto esse valor acrescentou no mês. Quando vejo que entrou o valor no aplicativo do Banese, vou logo comprar onde é mais barato. Gosto de comprar franguinho para assar e dividir com a minha vizinha, que também é catadora. Fico mais feliz ainda quando posso comprar um iogurte para as minhas netas, Júlia e Ketlen. É bom demais”, disse Dona Nadir.

A diarista Daniela Almeida, de 40 anos, conta que o auxílio mensal significa a segurança alimentar da sua filha Yasmin, de 10 anos. “Depois da pandemia, muitas clientes minhas não quiseram mais faxina. Esse auxílio ajuda muito. Com o cartão, eu compro as proteínas das refeições, que são o mais caro. Eu gosto da carne com osso, porque dá para fazer o almoço e, com a sobra, acrescento uma verdura e já vira a sopa da janta. A alimentação é o principal, e as crianças precisam ainda mais de nutrientes, para estudar e brincar em casa”, avaliou Daniela.

Representante dos usuários do Sistema Único de Assistência Social (Suas) no Conselho Estadual de Assistência Social (Ceas), a agricultora Ana Lúcia Nascimento afirma que o CMais ajuda as pessoas no acesso ao alimento, além de dar autonomia e empoderamento, principalmente para as mulheres. “Sem trabalho, esse cartão possibilita a pessoa entrar em estabelecimentos onde nunca teve oportunidade de comprar. Falo por experiência própria. Eu quero agradecer ao Governo de Sergipe e à Assistência Social, que está aí para ajudar as pessoas que realmente precisam. Esse subsídio é para a pessoa ter o que comer, é essencial”, disse Ana, representante da sociedade civil no Conselho.

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *