Governo e BNB anunciam crédito inédito para plantio de milho crioulo

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Agricultura, Desenvolvimento Agrário e da Pesca (Seagri) intermediou, na última semana, encontro entre gerentes do Banco do Nordeste e representantes dos movimentos sociais, com objetivo de criar condições de crédito para o plantio de milho crioulo. A proposta foi viabilizada e, pela primeira vez em Sergipe, agricultoras e agricultores familiares terão recursos específicos para o plantio dessa cultura. Os recursos estarão disponíveis ainda este ano, durante os meses de plantio, que vai de abril a junho.

Segundo o representante do Movimento Camponês Popular (MCP), Felipe Calado, o uso de variedades crioulas diminui o custo de produção e contribui para a sociobiodiversidade. “O cultivo das sementes tradicionais permite que sejam guardadas para plantios seguintes, o que diminui o custo de produção, além da necessidade de se produzir alimento com a qualidade necessária, com o menor impacto possível ao meio ambiente, e valorizar o conhecimento camponês, que maneja a sociobiodiversidade”, afirma. O representante do MCP disse que, só ligadas ao movimento, cerca de 202 famílias cultivam o milho crioulo. A expectativa deles é apresentar ao Banco do Nordeste, no próximo dia 12 de abril,  uma relação das famílias interessadas em acessar o crédito.

O secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, reforçou a importância do plantio da semente crioula para a autonomia das famílias e avaliou o encontro como bastante proveitoso para a agricultura familiar sergipana. “O anunciado da disponibilidade de crédito Pronaf, de forma inédita, para o plantio do milho crioulo em Sergipe soluciona uma demanda antiga encaminhada à Seagri pelos movimentos sociais. É fruto de articulação nossa junto ao agente financeiro, com a participação fundamental da Emdagro na elaboração do custo de produção necessário para o plantio da cultura. Ficamos felizes em contribuir para essa conquista dos agricultores, colocando em efetividade as políticas agroecológicas do Governo de Sergipe, estabelecidas no Decreto 40.051/2018. Que essa e outras ações possam fortalecer ainda mais a safra de milho no Estado, que em 2020 chegou ao recorde de 847 mil toneladas”, disse André.

Como acessar

Durante o encontro na Seagri, participaram o gerente executivo de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste, Lenin Falcão, e o gerente executivo Pronaf, Erison Aurélio Viana. Eles destacaram a importância da Secretaria da Agricultura na sinalização das áreas que praticam esse tipo de cultivo e explicaram qual o caminho que o produtor deve seguir, caso deseje acessar o crédito.

“Para projetos até R$ 15 mil, fora da área de Assentamento de Reforma Agrária, o Banco opera com a metodologia do Agroamigo, com microcrédito produtivo e orientado. Nesse caso, um técnico do Agroamigo vai visitar o cliente, apresenta as orientações do Banco e elabora o projeto daquele grupo de clientes que visitou. Para projeto de custeio, com valor entre R$ 15 mil e R$ 20 mil, pode ser elaborado tanto pelo assessor do Agroamigo quanto por empresas de assistência técnica. No caso de custeios acima de R$ 20 mil, o agricultor vai procurar uma assistência técnica para elaborar o projeto e apresentar ao Banco. Já em projetos para as áreas de Assentamento de Reforma Agrária, é necessário que a assistência técnica seja  cadastrada na Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (Anater)”, detalhou o gerente executivo do Pronaf/BNB, Erison Viana. Ainda segundo ele, a taxa de juros está entre 0,5% e 2,75% ao ano, a depender do porte do produtor rural.

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta