INEP divulga resultado final da primeira fase do Revalida

Desde 5 de março de 2021, os resultados finais da primeira fase do Revalida (Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira) estão disponíveis para os candidatos que participaram da prova.

A edição que teve início em 2020 ainda prevê uma segunda etapa, a qual os aprovados na prova objetiva e discursiva serão avaliados em uma estação clínica para práticas de habilidades clínicas. O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) deverá liberar, em breve, o edital para esta próxima fase.

No site do Inep estão os resultados das provas do Revalida 2020, bem como os resultados das análises dos recursos da prova escrita discursiva, não cabendo mais nenhuma contestação por parte dos candidatos. As informações estão no Sistema Revalida, na seguinte página: http://revalida.inep.gov.br/revalida/.

Do que se trata o Revalida

O exame Revalida tem o objetivo de avaliar a competência dos médicos formados no exterior, analisando se eles possuem conhecimentos e habilidades equivalentes aos formados nas universidades brasileiras, e conceder autorização para exercer a profissão legalmente no país.

Embora a legislação em vigor prevê que o Revalida seja aplicado aos profissionais de medicina com diplomas estrangeiros a cada seis meses, o exame foi interrompido em 2017 para uma reformulação, voltando ao calendário do Inep apenas no final de 2020. Naquele ano, o Revalida teve 7.379 inscritos, com apenas 5,27% de participantes aprovados.

As provas do Revalida são divididas em duas etapas. Na primeira, já aplicada em dezembro de 2020, foram inscritos mais de 16,5 mil candidatos. De acordo com o Inep, o número de candidatos é 114% maior do que o registrado na última edição.

Mais de 90% dos inscritos realizaram a prova da primeira etapa. A aplicação ocorreu, portanto, para mais de 14 mil participantes, em 13 capitais do país. Somente os aprovados na primeira fase poderão nscrever-se diretamente na segunda etapa – que deve ocorrer em 2021 –, ou ainda nas duas edições futuras, sem ter que repetir a primeira fase. Esta foi uma das mudanças mais relevantes observadas na estrutura do exame. Anteriormente, era preciso realizar todo o processo desde o início.

Perfil dos candidatos que prestaram o exame Revalida 2020

Dos profissionais de medicina inscritos para validar o diploma obtido no exterior, 8.016 são mulheres, ou seja, a maioria de 51,8%; e 48,2% são homens (7.466). O Inep divulgou ainda que os médicos participantes são de 57 nacionalidades, sendo 10.720 brasileiros (64,7%);  2.700 cubanos (16,3%); e 980 bolivianos (5,9%), entre outras.

Por outro lado, os certificados destes profissionais de medicina têm origem em 63 países distintos. Nas universidades da Bolívia formaram-se 7.154 médicos; nas de Cuba, 3.928; e nas do Paraguai, 2.400.

Segunda fase do Revalida tem caráter eliminatório

Publicidade:

Ainda sem data divulgada, a segunda etapa do exame Revalida, denominada “Habilidades Clínicas”, tem caráter eliminatório. Os candidatos aprovados na primeira fase irão executar dez anamneses — entrevistas para diagnóstico inicial de doença — para uma banca examinadora que avaliará suas competências para o exercício da profissão.

A aprovação final depende das habilidades que o profissional demonstrar em relação à investigação de sintomas clínicos, interpretação de exames, hipóteses diagnósticas, tratamentos e procedimentos indicados, aconselhamento aos pacientes e familiares, entre outras.

O preço da inscrição para a segunda etapa do Revalida é de R$ 3.300, equivalente ao valor mensal da bolsa de um médico residente no Brasil.

A sequência com cronograma, diretrizes e procedimentos para a segunda etapa do Revalida serão publicados pelo Inep, em edital próprio.

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta