João, Albano e Déda: Três Homens, Três Marcas para a posteridade

No último dia 15 de novembro deste Ano, passada as eleições ficou claro que carecemos de líderes maiores para dar o tom às políticas macro dos próximos anos, Três nomes despontam nacionalmente, Bolsonaro batem batem batem mas mantém um índice popular invejável para alguém intempestivo como ele, Luciano Hulk loucura, loucura…. Será??? Olho como um bom exemplo, um comunicador que mostra e indica caminhos mas os “ poderosos querem traçar o Perfil que lhes serve para o detonar “ e por fim o “Sinhozinho” do Ceará Ciro Gomes este fala pelos cotovelos traço que mostra que nada esconde portanto é confiável, sim ele é soberbo, orgulhoso, perde o amigo nas não deixa de falar o que pensa além de ter um excelente currículo como gestor público.

João Alves se foi, Prefeito duas vezes, Década de 70 século 20 e depois 2012 século 21, Governador Três vezes só ele foi, esteve ministro e a ponte da Barra, e as adutoras são sua maior credencial, foi o governador com maior apelo popular da história de Sergipe dotado de grande simplicidade e desapego provou seu amor e apego por Sergipe.

Albano Franco, este fez coveiro corar, lembram da frase sobre o coveiro??? Albano sempre foi destaque, conduziu seus mandatos de Dep. Federal e Senador conectado com o seguimento empresarial  espalhou o Sesi/sSenai por todo o Brasil priorizando regiões onde o Sistema tinha pouca estrutura qual e se reinventou nas duas disputas ao Governo do estado, a primeira sendo absorvido pelo grupo de João e na segunda aliando-se ao arquirival Jackson Barreto, provou ser um grande estrategista e saber o interesse de cada um na hora de aglutinar forças políticas, privatizou estatais e utilizou bem os recursos quitando as dívidas do estado na época e realizando importante elenco momentâneo de obras nós municípios Sergipanos

Marcelo Deda, depois de ser uma vez Dep. Estadual e junto com Carlos Aires Brito criar o Ante projeto constitucional de lei orgânica utilizado por mais da metade de estados e municípios do Brasil… é pouco??? Bi deputado Federal o maior da história de Sergipe, no final um dos melhores entre os 10 melhores do Brasil e olhe que temos o total de 513. Foi também Bi prefeito, Como Governador 2 vezes, fez também grandes e estruturantes obras e teve um olhar holístico para todos Sergipanos realizando obras de recuperação da infraestrutura do estado todo.

As três vertentes que sempre definiram eleições provaram agora em novembro que estão vivas e continuarão imperando nos processos:

1 – O povo que continua a espera do pai que banque;

2 – Os líderes menores que definem o processo e são usados para levar a voz e os recursos dos últimos;

3 – Os líderes Maiores que assumem o papel de “painho” e criam a cada processo as mais variadas estratagemas para “lacrar o processo”.

Será que nosso Bely de Simons Days, ao lado de Paris(piranga) será o renovo deste panteão de Líderes Maiores?

Como serão os processos políticos??? Acredito que cada vez mais científicos, quem viver verá… Se cuide ok???

Só me resta desejar para todos leitores Três coisas: Saúde, Paz e Sucesso.

 

Sou Eduardo Barbosa, Analista de Inteligência Política e estaremos nos encontrando semanalmente aqui no 24h.

 

 

Eduardo Barbosa

* Cientista, Analista e Articulador Político; Escritor; Diretor da Teles Barbosa Comunicações e Consultoria; Bacharel em Comunicação Social, Relações Públicas, Jornalista, Radialista. Mentor, Consultor e Palestrante de Inteligência Política, Oratória e MKT Pessoal.

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

3 thoughts on “João, Albano e Déda: Três Homens, Três Marcas para a posteridade

  • 28/12/2020 em 23:03
    Permalink

    Parabéns grande cientista político, Eduardo Barbos! Excelente texto! Sintetizou muito bem a política e os políticos do nosso território, e o bom humor empregado, esse, então, foi show!

    Resposta
  • 28/12/2020 em 23:05
    Permalink

    Parabéns grande cientista político, Eduardo Barbosa! Excelente texto! Sintetizou muito bem a política e os políticos do nosso território, e o bom humor empregado, esse, então, foi show!

    Resposta
  • 29/12/2020 em 01:02
    Permalink

    Uma visão profundo do quanto carecemos de bons gestores. Pois os homens que amam a sua terra e se dedicam por ela estão partindo; deixaram seus legados, mas é pouco provavel que os politicos da atualidade sigam seus exemplos. Obrigado Eduardo por nos brindarem com o seu olhar de águia.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *