Pular para o conteúdo
Início » Linda Brasil cobra melhorias no serviço para as pessoas em situação de rua no município

Linda Brasil cobra melhorias no serviço para as pessoas em situação de rua no município

Na manhã desta terça-feira, 26, Linda Brasil (PSOL) ocupou o Pequeno Expediente para apresentar algumas preocupações com serviços da prefeitura que estão apresentando graves problemas, a exemplo do Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP), que é um equipamento da administração pública munição que está sob a responsabilidade da Secretaria Municipal de Assistência Social.

O espaço recebe queixas frequentes das/dos usuárias/os, e vem funcionando em condições precárias, limitando a potencialidade do serviço e do atendimento.

A estrutura física não oferece acessibilidade, os detectores de metal que tem nas entradas acabam restringindo o acesso para pessoas que utilizam cadeira de rodas, pois não possui a abertura correta, além de não funcionar, e não ter ninguém para fazer o controle da entrada das pessoas, os dois detectores de metal estão sem utilidade. A alimentação também foi um dos problemas apresentados.

A parlamentar destacou a necessidade de aumentar o quantitativo de pessoas que tenham acesso à alimentação via Centro.

“Existe uma fila com mais de 160 pessoas usuárias do serviço, que estão aguardando para ter acesso a alimentação, quer dizer, um quantitativo até pequeno que é possível, com boa vontade, suprir. A gente também recebeu reclamações sobre a empresa que fornece a comida, alguns usuários alegam mau cheiro nos alimentos”, informou.

Encaminhamentos

Linda acrescentou que sua mandata se responsabilizou em apresentar indicações propondo melhorias para o serviço que desenvolve um papel tão fundamental na busca por melhores condições de vida para pessoas em situação de rua.

Além disso, será agendada uma reunião com a secretária de assistência social, para dialogar sobre todas essas questões. “Essa situação do Centro POP está insustentável. Também vamos conversar com Genilton, do Instituto de Identificação, sobre a emissão dos documentos dos usuários do Centro; além de conversar com defensor Sérgio Barreto sobre o auxílio moradia das pessoas na ocupação Babilônia, ao lado do Centro POP”, finalizou.

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter