Marcos Santana: “O trabalhador da última hora”

Na parábola bíblica registrado no livro de Mateus, versículo 20,  o dono da vinha encontrando trabalhadores ao fim do dia disse-lhes: ide vós também para a vinha e vos darei o que for justo, o prefeito Marcos Santana que após receber verbas provenientes dos royalties da Petrobrás anunciou várias obras que não foram possíveis antes por falta recursos. Não seria justo a população reconhecer esse trabalho? Os adversários políticos do prefeito acham que não. 
Um dos discursos da oposição em São Cristóvão é de que as muitas obras estão iniciando no final do mandato não valem porque estamos próximos do período eleitoral. O argumento é muito rasteiro.
Primeiro porque, nem que quisesse muito, a atual administração conseguiria fazer mais do que fez em sua primeira metade. E sabe por qual motivo? Porque precisava, antes de qualquer coisa, corrigir a bagunça que deixaram, e isso demandou tempo e planejamento. Mesmo assim colocou os salários em dia, reabriu a Urgência 24 hs, investiu na melhoria dos PSFs, iniciou a recuperação dos salários dos professores, etc.
É preciso ter consciência de que os velhos agrupamentos, alguns amarelados pelo tempo e que querem voltar ao comando da prefeitura, destruíram as políticas públicas de São Cristóvão, desarticulando a máquina administrativa, tornando-a incapaz de pagar salários em dia, fazendo com com que as finanças fossem sequestradas pela justiça, e produzindo um rombo de mais de R$ 85 milhões (em dívidas previdenciárias, trabalhistas e com fornecedores) o que fechou todos os canais de captação de recursos por ter violado seguidamente a Lei de Responsabilidade Fiscal. Isto não é suposição sem sentido, é história registrada, os números estão a luz do dia.
Quer gostem disso, quer não, Marcos Santana fez, por outro lado, o que qualquer gestor responsável  faria, concentrando seu foco primeiro na recuperação interna da máquina pública, para só depois começar a realizar intervenções mais estruturais, captando recursos de emendas parlamentares e de convênios com os governos estadual e federal.
Mantida a normalidade administrativa, finalizadas as obras em andamento e iniciadas as que estão com projetos concluídos e aprovados, 2020 vai terminar com São Cristóvão no rumo da sua restauração, pronto para ainda mais desenvolvimento. Quem torce pela cidade e não se deixa envolver por emocionalismos de campanha, espera que seja assim. Quando a prefeitura funciona, só quem ganha é a população.
Resta a oposição que nada constrói, criar boatos e falsas afirmações que o tempo esta se encarregando de desmentir, a população  que é a “dona da vinha”, tem sido justa e reconhece o planejamento e as ações da atual administração e  Marcos Santana tem grandes chances de ser reeleito.
Por: Mario Santos
Ativista Politico e estudante.

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes :

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *