Pular para o conteúdo
Início » MPT na Escola: Prefeitura de Aracaju adere programa que leva informações sobre o trabalho infantil e seus prejuízos ao desenvolvimento das crianças

MPT na Escola: Prefeitura de Aracaju adere programa que leva informações sobre o trabalho infantil e seus prejuízos ao desenvolvimento das crianças

Um relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) aponta que o trabalho infantil é uma das principais causas de evasão escolar no Brasil. Visando fortalecer o combate a esta prática, a Prefeitura de Aracaju aderiu ao projeto MPT na Escola, do Ministério Público do Trabalho. Nesta terça-feira, 19, a secretária municipal da Educação, Cecília Leite, junto a diretores de cinco unidades de ensino da rede, assinaram o termo de adesão, na sede do Ministério Público do Trabalho, em Aracaju.
O projeto MPT na Escola tem como objetivo fornecer material didático com abordagem sobre o trabalho infantil e os seus prejuízos ao desenvolvimento das crianças. Esse material serve de base para as atividades desenvolvidas nas unidades de ensino.
Participarão do projeto escolas de Ensino Fundamental, localizadas em áreas de vulnerabilidade social e que registram casos de trabalho infantil entre os seus estudantes. As unidades selecionadas foram: Diomedes Santos Silva e Laonte Gama da Silva, ambas do bairro Santa Maria; Oviêdo Teixeira e Jornalista Orlando Dantas, do bairro Olaria; e Sérgio Francisco da Silva, do bairro Lamarão.
“Temos muita expectativa positiva em relação a este projeto. Uma das ações do Planejamento Estratégico da Prefeitura de Aracaju busca combater a infrequência escolar e sabemos que esta infrequência, muitas vezes, está ligada ao trabalho infantil. Esta é uma parceria muito valorosa para a nossa educação municipal”, afirma a secretária Cecília Leite.
Além das atividades realizadas nas escolas, o projeto do Ministério Público do Trabalho também realiza um concurso que valoriza os melhores trabalhos literários, artísticos e culturais de estudantes, sempre com a temática do trabalho infantil. Para os estudantes do 4° e 5° ano, o foco será a prevenção ao trabalho infantil e a importância da educação no desenvolvimento da criança. Já para os alunos a partir do 6° ano, será trabalhado, também, a importância da profissionalização.
“O projeto MPT na Escola busca promover debates, que muitas escolas já fazem, sobre a educação como instrumento de prevenção ao trabalho infantil. Durante a pandemia, identificamos diversas crianças e adolescentes nesta situação em todo o estado e isso quebra todo um ciclo educacional. A Secretaria Municipal da Educação de Aracaju está de parabéns pela adesão. As cinco escolas selecionadas são de bairros muito populosos, que demandam ações deste tipo”, ressalta o procurador do MPT/SE, Raymundo Ribeiro.
Para a diretora da Emef Laonte Gama da Silva, professora Izabel Cristina Santana, a parceria fortalecerá o empenho da escola na mobilização contra o trabalho infantil. “Esses estímulos externos sempre são importantes porque, a partir dessa visibilidade, acabamos estendendo a rede de apoio e, juntos, ficamos mais fortes, tornando o combate cada vez mais efetivo”, pontua Izabel.