Pular para o conteúdo
Início » MPT premia estudantes da Rede Pública de Lagarto

MPT premia estudantes da Rede Pública de Lagarto

Aconteceu nessa terça-feira, 6, no auditório da Secretaria Municipal da Educação, a Etapa Municipal do Prêmio Ministério Público do Trabalho na Escola 2022, que é uma iniciativa em regime de colaboração que envolve o MPT, os estados e os municípios no compromisso contra o trabalho infantil.

Segundo levantamento do Ministério Público do Trabalho, o trabalho infantil foi a principal causa de evasão escolar dos alunos das redes públicas durante a pandemia de Covid-19.

Por isso, foi necessário uma ação conjunta entre os diversos órgãos para conscientização da sociedade civil sobre os prejuízos da evasão escolar e do trabalho precoce de crianças e adolescentes.

O Prêmio Ministério Público do Trabalho na Escola, tem como público-alvo das ações os alunos do 4° ao 7° anos do Ensino Fundamental da Rede Pública e conta com quatro categorias de premiação: conto, poesia, música e desenho. Sendo que todas as produções artísticas dos estudantes devem dialogar com a temática do trabalho infantil e as suas formas de erradicação.

O Prêmio, ainda, é composto por três etapas, uma municipal, uma estadual e, por fim, a nacional.

Com o encerramento da Etapa Municipal de Lagarto, que representa o empenho de professores, coordenadores, diretores e toda a comunidade escolar na execução das atividades que se iniciaram nas Unidades de Ensino. Foi a equipe escolar a responsável por mobilizar toda a comunidade escolar e os alunos, em específico, para participar das ações do Prêmio.

“Agradecemos a dedicação e disponibilidade dos órgãos que ajudaram a Semed Lagarto a realizar eventos do MPT na escola nas unidades: Alberto Santos Dumont, Aníbal Freire, José Antônio dos Santos, Manoel de Paula Menezes Lima, Monsenhor João B. de C. Daltro e Irmã Maria Cândida. Também ao Conselho Tutelar; ao Centro de Referência em Saúde do Trabalhador, ligado à Secretaria de Saúde; e também ao Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil, da Secretaria do Desenvolvimento Social e do Trabalho”, agradeceu o secretário da Educação, professor Magson Almeida.

Vale ressaltar que o Ministério Público do Trabalho propôs a iniciativa, ofertou a formação para os professores e material didático impresso e digital para os alunos, composto de kits com gibis, jogos de tabuleiro, cartazes e cadernos de orientação pedagógica. Tudo para auxiliar os docentes no trabalho em sala de aula, o que tornou as produções artísticas dos estudantes mais fundamentada nos seus direitos e deveres.

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter