Obras do Projeto de Mobilidade Urbana proporcionam maior fluidez ao trânsito em Aracaju

A mobilidade de Aracaju foi uma das áreas em que a Prefeitura investiu, significativamente, nos últimos quatro anos. Com isso, foi possível executar projetos estruturantes, a exemplo dos quatro novos corredores de mobilidade: Beira Mar, Centro/Augusto Franco, Hermes Fontes e Augusto Franco. Juntos, eles somaram cerca de R$45 milhões em investimentos e resultaram na revitalização completa de dezenas de quilômetros da malha viária urbana.

A infraestrutura do corredor Beira Mar contemplou os bairros Centro, São José, Treze de Julho, Jardins, Inácio Barbosa, Farolândia e Atalaia e demandou investimento de aproximadamente R$9,8 milhões. Já a infraestrutura do corredor Centro/Augusto Franco contemplou os bairros Farolândia, Inácio Barbosa, Jardins, Grageru, Treze de Julho, Salgado Filho, São José e Centro, com investimento de R$8,5 milhões.

Nos serviços do corredor Hermes Fontes, que contempla as avenidas Hermes Fontes, Adélia Franco e Empresário José Carlos Silva, e atravessa os bairros São José, Salgado Filho, Suíssa, Luzia, Grageru, Inácio Barbosa e São Conrado, foram investidos R$22,3 milhões. No corredor Augusto Franco, que vai da avenida Gasoduto até a rua São Cristóvão, no início da avenida Augusto Franco (antiga Rio de Janeiro), foram investidos R$11,3 milhões.

Os recursos foram aplicados a partir das especificidades e necessidades de cada um dos corredores. Esses projetos têm resultado num trânsito mais fluido, seguro e acessível na capital. “A obra dos quatro corredores atendeu a uma meta do planejamento estratégico, que, entre outras coisas, visava a redução de 20% no tempo de viagem dos ônibus do transporte coletivo, a partir de um comparativo feito através do levantamento dos tempos anteriores”, afirma o secretário municipal da Infraestrutura, Sérgio Ferrari.

De acordo com o secretário, das quatro obras, a mais complexa é a da Hermes Fontes, já que contou com um número maior de interferências. “Seja em tubulações da Deso, da Sergás ou de telefonia, além da remoção de árvores e do canteiro central. É a obra mais cara, apesar de ser menor em extensão; também envolveu mais planejamento”, ressalta.

Todo esse planejamento e investimento no Projeto de Mobilidade Urbana de Aracaju, segundo o superintendente da SMTT, Renato Telles, tem possibilitado mais agilidade ao transporte público e maior fluidez ao trânsito como um todo. “Já que, além das faixas exclusivas e dos novos abrigos de ônibus, há novas sinalizações e, inclusive, calçadas e acessibilidade. Os corredores foram pensados para beneficiar toda a população. Desde os pedestres, aos condutores e ciclistas”, garante Renato.

Serviços
Além dessas intervenções, a obra do corredor Hermes Fontes também consistiu em retirar o antigo canteiro central que cortava o trecho e que deu lugar a uma nova faixa de circulação, com tráfego e parada dos coletivos pelo meio da pista, como ocorre em grandes centros urbanos. Para isso, as paradas de ônibus foram remanejadas para os locais onde há cruzamento.

No corredor Beira Mar, as intervenções foram do terminal da Atalaia até o Mercado Thales Ferraz. Em todo o percurso, houve a retirada do antigo pavimento asfáltico, o recapeamento de toda a via, a construção de cerca de 100 rampas de acessibilidade, calçadas e implantação da sinalização vertical e horizontal nos 10km de extensão.

Publicidade:

No Corredor Augusto Franco, foi retirada a ciclovia existente para a construção de uma nova, a fim de garantir a implantação de mais uma faixa de circulação, destinada aos ônibus, restando duas para os demais veículos. A obra consistiu em recapeamento e sinalização horizontal e vertical, além de toda a parte de acessibilidade nas travessias de pedestres, com rampas e calçada.

Já no corredor Jardins/Augusto Franco, que vai do conjunto Augusto Franco até o Centro de Aracaju, assim como no da Beira Mar, não houve a necessidade de criar uma nova via, já que na maior parte do percurso já há três faixas para circulação de veículos. São 11,5 km de extensão. A obra do corredor Augusto Franco tem previsão para janeiro do próximo ano, concluindo o programa de mobilidade urbana da capital.

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta