Pular para o conteúdo
Início » Persona non grata: Rogério fica de fora da lista de convidados e não participa do casamento de Lula

Persona non grata: Rogério fica de fora da lista de convidados e não participa do casamento de Lula

O senador Rogério Carvalho não foi convidado a participar da cerimônia de casamento do ex-presidente Lula com a socióloga Rosângela da Silva, a Janja. Os noivos selaram a união na noite desta quarta-feira (18) na capital paulista.

Desgastado junto à cúpula nacional do PT após aprovar a manutenção do orçamento secreto, contrariando a orientação da própria bancada petista, Rogério ficou de fora da cerimônia que reuniu os principais nomes do partido e os amigos mais próximos do ex-presidente.

De acordo com Lula, esse mecanismo aprovado por Rogério e utilizado pelo presidente Bolsonaro para liberar recursos públicos sem transparência a deputados e senadores aliados, o chamado orçamento secreto, “é a maior vergonha” do país. “Se é secreto, tem safadeza”, diz o petista.

Presente ao casamento de Lula, a presidente do diretório nacional do PT, deputada federal Gleisi Hoffmann, classificou o voto de Rogério como “um fato grave” e injustificável “diante das manifestas posições do partido sobre questão fundamental para o país”, afirmou ela em repúdio ao senador sergipano.

“O voto do senador Rogério Carvalho a favor da Resolução do Congresso sobre o Orçamento Secreto contrariou a orientação da bancada do PT no Senado, além das posições conhecidas da direção partidária”, disse ainda a presidente do PT, ao destacar que o partido combate esse mecanismo “pelos danos que causa ao país e ao equilíbrio democrático”.

De Sergipe, apenas o deputado federal Márcio Macedo, que coordena uma das áreas da pré-campanha nacional do PT, participou do casamento de Lula. A vice-governadora Eliane Aquino também foi convidada, mas não pode participar por indisponibilidade de agenda.

A cerimônia reuniu, dentre outras figuras do meio político, pré-candidatos a governador que contam apoio declarado de Lula, a exemplo de Fernando Haddad (São Paulo) e Marcelo Freixo (Rio de Janeiro), além do pré-candidato a vice na chapa petista, Geraldo Alckmin, e a ex-presidente Dilma Rousseff.

 

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter