Pré-candidatos do Cidadania renegam liderança de Alessandro e enfraquecem projeto político do senador

Embora seja o presidente do diretório estadual do Cidadania, o senador Alessandro Vieira não detém a liderança do partido nas articulações políticas das pré-candidaturas da sigla para as eleições deste ano.

A perda de comando do senador pode ser percebida, sobretudo, na Grande Aracaju. Pré-candidata à prefeitura da capital, Danielle Garcia, além de negociar a formação de sua chapa à revelia de Alessandro, evita colar sua imagem à do presidente do partido.

Essa estratégia de esconder o senador está evidente, também, na condução das pré-candidaturas do Cidadania em Nossa Senhora do Socorro, São Cristovão e Barra dos Coqueiros. Nesses municípios, os nomes do partido para a disputa majoritária ignoram a imagem de Alessandro Vieira em suas peças de pré-campanha.

Pessoas próximas ao núcleo do Cidadania afirmam que essa movimentação ocorre por dois motivos principais: a inabilidade de Alessandro para negociar parcerias político-partidárias e o desgaste enfrentando pelo senador junto ao eleitorado, que se mostra frustrado com a pífia atuação do parlamentar.

Como pretende ser candidato a governador em 2022, Alessandro Vieira pretendia mostrar força este ano, haja vista serem essas eleições municipais a primeira prova de fogo do grupo que se formou no seu entorno. Entretanto, sem exercer, de fato, a liderança desse agrupamento, o senador vê enfraquecido seu projeto futuro ao ser escanteado dentro do próprio partido.

Reprodução autorizada mediante citação da fonte: Imprensa 24h

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta