Pular para o conteúdo
Início » Prefeito Edvaldo autoriza início da obra para construção da avenida Perimetral Oeste

Prefeito Edvaldo autoriza início da obra para construção da avenida Perimetral Oeste

O prefeito Edvaldo Nogueira autorizou, na manhã desta terça-feira, 2, o início de uma das maiores obras de mobilidade urbana na cidade. O gestor assinou ordem de serviço para a construção da avenida Perimetral Oeste, que interligará a capital sergipana ao município de Nossa Senhora do Socorro, e que terá 7,5 km de extensão. Fruto de um investimento que chegará a R$ 150 milhões, a obra é considerada o projeto principal dentro do programa “Construindo para o Futuro”, financiado pelo Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID), e resolverá um problema histórico de engarrafamentos na região, desafogando a avenida Euclides Figueiredo. Nesta primeira fase, serão destinados R$ 80 milhões para a realização da obra, que contará com a construção de uma ponte ligando os bairros Soledade e Bugio.

“Este é um grande sonho que começamos a concretizar. A avenida Perimetral Oeste foi planejada ainda na minha segunda gestão como prefeito de Aracaju e estou tendo a felicidade de poder retomar, neste novo mandato. Ela integra um projeto maior, com foco no futuro da cidade, e que vai ligar a nossa capital a Nossa Senhora do Socorro, transformando a mobilidade urbana desta região, pois resolverá um problema histórico de engarrafamentos na Euclides Figueiredo. Ou seja, é uma obra extraordinária e que vai mudar de maneira significativa a vida dos aracajuanos, mas, especialmente, das pessoas que residem nesta área da cidade”, destacou Edvaldo.

O prefeito ressaltou que, além da melhoria na mobilidade urbana, o projeto possui outros dois aspectos importantes: habitação social e proteção ao meio ambiente. “Com a obra da Perimetral Oeste, toda essa área será transformada, então vai diminuir a ocupação inadequada na região, assegurando a proteção ambiental. Além disso, vamos construir 600 unidades habitacionais, em um terreno que foi cedido pela Secretaria do Patrimônio da União, para as famílias que serão realocadas durante a execução da obra. É um projeto maravilhoso, com características sociais, econômicas, ambientais e de mobilidade, que trará desenvolvimento e progresso para a nossa capital. Sem dúvida, é uma obra que vale mais do que uma gestão. Vamos trabalhar muito para entregá-la em 2024”, frisou.

“Resgate da dignidade”

A autorização para início da obra da avenida Perimetral Oeste foi acompanhada por diversos moradores da região que expressaram muita alegria por ver o projeto ser iniciado. O presidente da Associação de Moradores do bairro Soledade, José Vicente dos Santos Lemos, foi um exemplo. Para ele, o início das intervenções representa “o resgate da dignidade de uma comunidade que ficou esquecida e foi colocada como prioridade para a atual gestão”. “Eu enxergo essa obra como um grande desenvolvimento, especialmente porque nós, moradores da zona Norte, nunca tivemos os olhares voltados para nós, como tem acontecido na gestão de Edvaldo. Estamos nos sentindo valorizados com essa obra tão esperada e que trará inúmeras melhorias.  Essa foi uma manhã de muita alegria e só temos a agradecer. Que o prefeito continue fazendo essa belíssima gestão”, comemorou.

Execução

A obra da avenida Perimetral Oeste será executada por etapas, dada a sua complexidade. A primeira fase inclui a construção de um trecho da rotatória de acesso e intersecções da avenida Juscelino Kubitschek, a construção da ponte sobre o Riacho do Cabral, que interligará os bairros Soledade e Bugio, com extensão de 337,4 metros de comprimento e 26,4 metros de largura, com duas pistas de rolamento com três faixas, sendo uma para ônibus e duas para veículos, além da construção de dois passeios para pedestres nas laterais da ponte e uma ciclovia no eixo central.

Nesta etapa também será realizada terraplanagem e pavimentação asfáltica  na cabeceira da ponte, até a primeira rotatória, da avenida Juscelino Kubitscheck, até a avenida Euclides Figueiredo, e de todo o comprimento da ponte, até a primeira rotatória. Segundo o presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), Sérgio Ferrari, o projeto da Perimetral contará com outras quatro etapas para ser concluído. As fases seguintes contemplarão, por exemplo, a infraestrutura no trecho localizado no Bugio e, por último, a infraestrutura no trecho localizado no bairro Lamarão.

“Estamos iniciando uma grande obra, que é o principal vetor do financiamento com o BID. Essa primeira etapa custará R$ 80 milhões e compreenderá mudanças aqui na região do Jardim Bahia, até o Bugio. Ao todo, serão quatro etapas para a construção dessa nova via de desenvolvimento para a cidade e que terá toda a infraestrutura necessária para ampliar a mobilidade urbana, inclusive uma ciclovia para os centenas de trabalhadores que residem nesta área e que utilizam o modal para ir ao trabalho, diariamente. Ela será paralela a avenida Euclides Figueiredo e, realmente, vai desafogar o trânsito na região”, explicou.

Além da avenida interligando Aracaju a Nossa Senhora do Socorro, o projeto inclui a construção de um conjunto habitacional, com, aproximadamente, 600 casas, que serão distribuídas para os moradores que hoje vivem no entorno do local onde a avenida será construída. De acordo com a secretária municipal da Assistência Social, Simone Passos, para que o projeto começasse a ser executado, um levantamento foi feito para identificação das famílias que residem na localidade e que deverão ser reassentadas ou indenizadas.

“O trabalho social começa antes mesmo da obra. Fizemos um levantamento da área das famílias atingidas e nós já estamos com uma média de 44  que já aceitaram sair do local, algumas indenizadas e outras reassentadas. As famílias que optarem pelo reassentamento, serão encaminhadas para o aluguel social da Prefeitura e permanecerão até que as casas estejam prontas. O projeto da Perimetral possui, na verdade, um grande impacto social para essas famílias, então precisamos garantir toda a estrutura para elas, a exemplo de escolas para as crianças que passarão a morar em outros bairros e que precisam ser acolhidas. Então, tudo está sendo feito em parceria com outras secretarias e temos mostrado para essas famílias que elas terão toda assistência, seja durante a obra, seja após a obra concluída”, detalhou a secretária.

A avenida

A avenida Perimetral Oeste é um dos principais projetos dentro do programa “Construindo para o Futuro”, executado a partir do financiamento de 75 milhões de dólares, conquistado pela Prefeitura junto ao Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID). Planejada para interligar os municípios de Aracaju e Nossa Senhora do Socorro, a via medirá mais de 7,5 km de extensão e será dotada de toda a infraestrutura necessária para melhorar, de maneira sensível, o trânsito na região,  desafogando a avenida Euclides Figueiredo.

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter