Pular para o conteúdo
Início » Prefeito Gilberto Maynart vence na Justiça Eleitoral e desmente acusação falsa feita pela oposição

Prefeito Gilberto Maynart vence na Justiça Eleitoral e desmente acusação falsa feita pela oposição

O juiz da 14ª Zona Eleitoral de Maruim, Roberto Flávio Conrado de Almeida, rejeitou o pedido de cassação dos mandatos do prefeito e da vice-prefeita de Maruim, Gilberto Maynard e Edileuza de Chile; ambos foram absolvidos da acusação de terem, supostamente, comprado voto nas eleições de 2020.

Em decisão publicada nesta quinta-feira (26), o magistrado absolveu os gestores municipais de Maruim “em razão da não comprovação da efetiva prática de captação ilícita de sufrágio”. O prefeito e a vice foram defendidos das falsas acusações pelo escritório Paulo Ernani de Menezes Advogados Associados.

Inconformado com a derrota nas urnas, Souza da Saúde acusou o prefeito reeleito de ter praticado atos que, supostamente, teriam infringido a lei eleitoral. Porém, não conseguiu provar junto à Justiça Eleitoral o cometido dos ilícitos imputados ao prefeito e à sua vice.

A acusação feita pela oposição na tentativa de cassar os mandatos do prefeito Gilberto e da vice Edileuza foi baseada num depoimento de uma moradora da cidade (Maria Amélia Dias Santos) que afirmara ter recebido materiais de construção para votar no então candidato à reeleição.

Mas, como ressaltou o juízo da 14ª Zona Eleitoral ao rejeitar o pedido de cassação do prefeito e da vice, “nenhuma das afirmações da história da referida mulher restou confirmada em juízo, sequer algum detalhe”, afirmou o juiz Roberto Flávio Conrado de Almeida.

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter