Prefeitura de Aracaju mantém chamamento para compor quadro de profissionais do hospital de campanha

A Prefeitura de Aracaju inaugurou no último dia 16 o Hospital de Campanha Cleovansóstenes Pereira Aguiar, no bairro Siqueira Campos. No entanto, para completar a equipe de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, farmacêuticos, assistentes sociais e técnicos de enfermagem, a administração municipal antecipou as convocações do PSS da Saúde e tem contratado, para atuação imediata, profissionais por meio de Chamamento Público.
Segundo o assessor jurídico da Secretaria da Saúde de Aracaju e representante do chamamento publico, Pedro Rochadel, mesmo com o PSS, não foi possível completar o quadro para atender à demanda atual do Município, por isso fez necessário abrir o Chamamento Público.
“Junto à PGM [Procuradoria Geral do Município], baseado na legislação federal, abrimos o chamamento. Inicialmente, as vagas foram para técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, Conseguimos completar 100% da capacidade das vagas, inclusive, já temos cadastro reserva desses profissionais e, com isso, por enquanto, não haverá contratação de profissionais dessas duas categorias”, destaca Pedro.
Foram abertas, nesse primeiro momento, 170 vagas para técnicos de enfermagem e 47 vagas para fisioterapeutas. “Paulatinamente, a administração está fazendo levantamentos e, durante essa semana, outras categorias serão convocadas, a exemplo de enfermeiros, assistentes sociais, farmacêuticos. Fazemos o levantamento junto ao PSS, para ver se temos disponibilidade ou não, e vamos fazendo as solicitações a depender da demanda. Hoje, a nossa única pendência é de médicos. Estamos com 70% da capacidade de médicos. Então, nessa semana, devemos fazer outras chamadas para conseguirmos completar o nosso quadro”, esclareceu Rochadel.
De acordo com o assessor, foi aberto, também, um cadastro reserva para que, caso haja necessidade, os profissionais possam ser chamados prontamente. Essa chamada pública é de contratação imediata, e os contratos que estão sendo firmados têm duração de seis meses, podendo ser prorrogado por igual período ou enquanto durar o estado de emergência em saúde pública, reconhecido por meio do Ministério da Saúde (MS), mediante Portaria nº 188/2020. Outro ponto destacado pelo representante do chamamento é a garantia de todo o suporte para os profissionais.
“Ficou alinhado que a administração municipal vai garantir os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para todos os profissionais conforme preconizado pelo MS. Todos os novos profissionais passarão por capacitações, com o objetivo de atualizar os profissionais para abordagem, identificação, manejo clínico e tratamento dos casos de coronavírus, conforme protocolo estabelecido”, ressaltou Pedro.
Desde que começou os processos de contratação, já foram contratados mais de 400 profissionais, isso somente pelo PSS, quando foram zeradas as filas de todas as redes, tanto a Rede de Atenção Primária, quanto Urgência e Emergência. Agora, o foco está no preenchimento do quadro de equipe do hospital de campanha.

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta