Prefeitura de Aracaju proporciona efetivo controle de quem chega à capital por via área

O Aeroporto Santa Maria costumava receber 14 voos por dia, mas, com a pandemia do novo coronavírus, desde o dia 31 de março, esse número caiu significativamente e chegou a apenas um voo por dia, com uma média de 160 passageiros. Mesmo assim, diariamente, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, a Prefeitura de Aracaju mantém equipes de profissionais no local para monitorar todos os passageiros que desembarcam no terminal aeroportuário. 
 
A abordagem checa a temperatura corporal e realiza o cadastro para monitoramento. Atualmente, mais de 5 mil pessoas já foram cadastradas na ação, sendo que cerca de 26 delas seguem sendo monitoradas por terem apresentado algum tipo de sintoma de síndrome gripal.   
 
A infectologista da rede municipal de Saúde, Fabrizia Tavares, explica que desde o início da ação o município passou por diferentes etapas de situações epidemiológicas, como a de casos importados, cuja transmissão vinha de fora e eram possíveis de identificar; a transmissão local, quando já havia casos aqui mas eram relacionados à transmissão de fora; e a transmissão comunitária, ou instalada, quando já não é possível definir o foco transmissor, fase atual em Aracaju. 
 
“Nesse caso, fica difícil definir que uma pessoa que venha de São Paulo ou do Rio de Janeiro, por exemplo, fique em isolamento. Então, o que temos que fazer é tentar identificar precocemente alguns sintomas sugestivos, como ocorre na ação do aeroporto”, explica Fabrizia Tavares. Na abordagem,  quem chega à capital e apresenta sintomas é encaminhado para testagem, avaliação e monitoramento. 
 
“Já os assintomáticos não têm nenhuma barreira de obrigatoriedade de fazer o exame, mas a orientação é que a Vigilância [Sanitária] seja comunicada desse deslocamento, porque nessa situação de transmissão comunitária a abordagem é outra”, ressalta. 
 
Para Fabrizia, a ação é importante, mesmo nesse momento de transmissão comunitária, já que restringir fronteira minimiza a translocação tanto de pessoas daqui para outros lugares quanto o movimento contrário, favorecendo o distanciamento social. 
 
“E qualquer ação que favoreça o distanciamento social é uma ação importante. Eu acho que o que a gente está precisando hoje é a conscientização da população frente ao aumento mais acelerado de casos, pois estamos numa fase de ascensão da doença, com um boom de casos”, destaca. 
 
Ela acredita, inclusive, que esse aumento é reflexo da baixa adesão ao distanciamento social. “A população precisa estar consciente da importância disso na diminuição da transmissão do novo coronavirus. Tanto que ainda estamos com restrição para viagens. O aeroporto foi uma das portas de entrada e a ação perdura com o objetivo de orientar, conscientizar, identificar quem tem sintomas e encaminhá-los ao monitoramento”, reforça. 
 
Débora Oliveira é a coordenadora da ação e acredita que ainda seja de grande importância para o município, já que Aracaju continua recebendo pessoas que vêm de outros Estados ou países e que não sabem a conduta que devem adotar aqui. “Então, a gente explica sobre o isolamento para os sintomáticos e fala da importância do distanciamento para os assintomáticos, além de passar orientações”, afirma Débora.

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta