Pular para o conteúdo
Início » Prefeitura de Canindé de São Francisco realiza intervenções no Ginásio de Esportes Diamante Negro

Prefeitura de Canindé de São Francisco realiza intervenções no Ginásio de Esportes Diamante Negro

Inaugurado há 10 anos, o prédio necessitava de ajustes para ficar apto ao funcionamento

Desde o ano passado (2021), a Prefeitura de Canindé de São Francisco, por meio da Secretaria Municipal de Esportes, vem realizando uma série de intervenções e melhorias em toda a estrutura da Arena Carlos Magalhães, espaço que passou a chamar-se Ginásio de Esportes Francisco de Assis da Silva, o “Diamante Negro”, através de um Projeto de Lei, aprovado na Câmara Municipal de Vereadores. O Ginásio é palco de grandes eventos na Cidade e recentemente recebeu rodadas da Copa do Brasil de Futsal.

Inaugurado em 2012, o prédio necessitava de ajustes para que pudesse de fato entrar em funcionamento, principalmente, com relação à energia elétrica. Recentemente, o prédio também recebeu sua primeira pintura externa e interna, além das novas demarcações do piso tátil (para deficientes visuais) e do piso da quadra de esportes.

Desde inaugurado, apenas um transformador compartilha a distribuição de energia entre o Forródromo e o Ginásio. “Esse problema nós detectamos após uma série de testes e vistorias. Acontece que existe uma sobrecarga devido à utilização compartilhada do único transformador instalado. Existe uma tubulação própria para a instalação de um transformador independente para o Ginásio mas que nunca foi instalado”, explica o secretário Municipal de Esportes, Evandro Mariano.

Com o auxílio da Secretaria Municipal de Obras, foi realizada a manutenção completa do sistema hidráulico, o qual apresentava diversos vazamentos, causando prejuízos ao erário Municipal. Foram substituídas também, as lâmpadas antigas por refletores em LED de alta eficiência energética e de iluminação.

Outro problema, está no tipo de material colocado na cobertura do Ginásio, considerado de péssima qualidade. Com apenas 10 anos de construído, as telhas já se encontram todas deterioradas e em estado de ferrugem. “Já fizemos uma série de intervenções e paliativos na tentativa de não parar as atividades esportivas no Ginásio. A solução definitiva será a substituição total da cobertura por um material resistente, apropriado e indicado para este tipo de cobertura, material que tem uma durabilidade para cerca de 30 anos ou mais”, pontua. Ainda de acordo com o secretário, já está em fase inicial a abertura de um processo licitatório para contratação da empresa que irá realizar o serviço.

Por Silas Santos

Assessoria de Comunicação Social

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter