Prefeitura de São Cristóvão anuncia mudanças na feira do Eduardo Gomes

Como forma de conter a aglomeração de pessoas e evitar o contágio pelo covid-19, a Prefeitura de São Cristóvão instituiu algumas mudanças na estrutura física da feira do bairro Eduardo Gomes, proporcionando assim mais segurança aos clientes e feirantes. As alterações já começam neste próximo sábado, 11, durante todo o horário de funcionamento da feira (7h às 14h).

“Com as restrições nas feiras de Aracaju, temos percebido que a feira do Eduardo Gomes está recebendo muitos clientes aracajuanos, que ao se misturarem com os clientes do Grande Rosa Elze acabam por provocar grande aglomeração. Nosso foco neste momento é conter essa aproximação entre as pessoas, como forma de garantir que os sancristovenses não venham a se contagiar pelo coronavírus. Estamos pensando na saúde de nossos moradores e na segurança dos feirantes”, disse a secretária de governo e relações comunitárias de São Cristóvão, Paola Santana.

Entre as decisões que serão empregadas para o funcionamento da feira estão: cercar com gradil os 2.300 m² do local, colocar espaçamento entre as barracas de um metro e meio, reduzir o número de feirantes de 300 para 161 (que trabalharão em escala de dias), a criação de corredores de compras com dois acessos de entrada e dois acessos de saída na feira sinalizados, controle na quantidade de pessoas com acesso ao local (com grupos de clientes separados) e instalação de um reservatório de água para lavagem das mãos de todos os clientes que adentrarem à feira.

“Essas decisões foram pensadas como forma de evitarmos aglomerações e promovermos mais higiene. Teremos as presenças da Polícia Militar, oito fiscais de feira, além de servidores da Vigilância Sanitária do município e dez seguranças particulares trabalhando para que tudo funcione tranquilamente, garantindo a segurança de todos e as vendas dos trabalhadores”, informou Paola.

De acordo com o secretário interino da Secretaria Agricultura, Meio Ambiente e Pesca (Semap), Elísio Cristóvão Souza dos Santos, o órgão realizou um cadastro com todos os feirantes para assim facilitar o fluxo de informações do município. “Vamos mandar para eles os detalhes sobre os novos procedimentos que serão empregados na feira. Também teremos os fiscais logo cedo na montagem da feira explicando como todos devem se portar. A ideia de cercar é semelhante ao que estamos vendo em outros locais, com resultados positivos no quesito da segurança à saúde, através do controle de acesso das pessoas. Dentro da feira, os fiscais trabalharão agilizando as compras e saídas dos clientes, e teremos fiscais do lado de fora organizando também para evitarmos as aglomerações”, informou.

Ainda segundo Elísio Cristóvão esta decisão, por enquanto, é exclusiva para a feira do bairro Eduardo Gomes. “Na feira do Centro Histórico vamos manter o revezamento dos feirantes, mas por enquanto não colocaremos gradil, pois o volume de pessoas é menor daí conseguimos controlar melhor”, concluiu o secretário.

Observação: Na imagem é possível ver o destaque da feira do Eduardo Gomes com a cerca de gradil.

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *