Prefeitura garante vacinação de idosos em situação de rua em Aracaju

No enfrentamento à pandemia do coronavírus, a Prefeitura de Aracaju tem dedicado atenção especial às pessoas que estão em vulnerabilidade social, a exemplo da população em situação de rua. 
 
Neste sentido, por meio da Secretaria Municipal da Assistência Social, além de garantir abrigos para acolher essas pessoas, a gestão municipal também viabiliza a imunização contra covid-19 para aqueles que estão na faixa etária contemplada pela campanha de vacinação coordenada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS). 
 
A atuação integrada entre as pastas amplifica ainda mais os contemplados pela campanha municipal de imunização, como ressalta a secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza. 
 
“As pessoas em situação de rua, em geral, estão contempladas na campanha de vacinação, só que em outro momento. Porém, dentro dessa população existem idosos, portanto, público alvo da imunização, neste momento. Por isso, a ação conjunta entre a Saúde e a Assistência Social de Aracaju articulou todo um planejamento para que os idosos em situação de rua, sejam os que estão nos abrigos ou os que optaram por não ficarem nesses espaços de acolhimento, pudessem ser vacinados contra a covid-19, e isso é de extrema importância, tanto para cuidar da saúde deles, como para levar mais dignidade a essas pessoas”, destaca Waneska.
 
Até o momento, 15 idosos em situação de rua foram vacinados, sendo que oito deles já tomaram a segunda dose da vacina. “Tomamos o cuidado de fazer uma busca ativa, por meio do Centro Pop, que é a unidade de referência das pessoas em situação de rua e, através da Abordagem Social, trabalhamos para levar esses idosos para a vacinação. Mesmo que o idoso não esteja na unidade ou nos abrigos, o Centro Pop faz o acompanhamento para que, no dia da vacina, façamos o deslocamento dessa pessoa até a unidade e seja garantida a vacinação”, ressalta o coordenador da Proteção Social Especial da Assistência Social de Aracaju, Jonathan Rabelo. 
 
Conforme esclareceu o coordenador, a preocupação com essas pessoas aumenta porque, além de estarem em situação de vulnerabilidade, por não terem uma condição de vida adequada, sofrem ainda mais com a questão de manterem o corpo cuidado. 
 
“Nem sempre eles se alimentam direito e têm dificuldade de acesso a remédios, por exemplo, isto contribui para que a imunidade deles fique mais baixa. Por isto, se faz ainda mais importante garantir a vacinação desses idosos. A vacina nos traz mais esperança, no sentido geral, mas, para as pessoas em situação de rua é mais um alento, diante de uma realidade já tão necessitada de atenção e cuidado. Nosso objetivo é buscar cada vez mais esses usuários para que possamos garantir, de fato, o acesso à vacina, até porque, é válido ressaltar, nem sempre eles têm conhecimento que já podem ser imunizados, o que aumenta o nosso compromisso”, frisa Jonathan. 
 
Abrigos
Hoje, as pessoas em situação de rua de Aracaju podem contar com duas unidades fixas, que são a ‘Casa Acolher’, com capacidade para abrigar 40 pessoas, e a Migrante, que comporta até 20 pessoas; além das unidades provisórias: a Emef Freitas Brandão e o Cras Terezinha Meira, este último, no entanto, reservado apenas para pessoas positivadas para covid-19.

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Publicidade:

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta