Pular para o conteúdo
Início » Réu por corrupção e improbidade administrativa, Valmir ataca Polícia Civil

Réu por corrupção e improbidade administrativa, Valmir ataca Polícia Civil

O ex-prefeito de Itabaiana Valmir de Francisquinho (PL) atacou frontalmente toda a Polícia Civil de Sergipe ao acusar a equipe de profissionais do Deotap (Departamento de Crimes Contra a Ordem Tributária) de perseguição política a prefeitos sergipanos.

Réu por corrupção no curso de uma investigação do Deotap e do Ministério do Público do Estado, Valmir criticou a corporação policial durante sua participação no “Diálogo Municipalista com pré-candidatos ao Governo de Sergipe”, evento realizado nesta quinta-feira (9) pela Fames (Federação dos Municípios do Estado de Sergipe).

De acordo com Valmir, numa hipotética gestão sua como governador, os prefeitos que hoje fizerem oposição e lhe apoiarem “serão respeitados” e protegidos contra possíveis investigações a serem conduzidas pela Polícia Civil por meio do Deotap.

“Os prefeitos que fizerem oposição, tenham certeza que vocês serão respeitados, vocês não terão a Deotap batendo em suas portas para lhe desmoralizar, lhe rotular e pra lhe obrigar a você ter que votar [no candidato que eles quiserem]”, disse Valmir insinuando abertamente que delegados e agentes e polícia do referido departamento são corrompidos.

Acusado de liderar uma associação criminosa, Valmir é réu por corrupção no processo derivado da apuração de desvio de quase R$ 6 milhões dos cofres da Prefeitura de Itabaiana, a partir de uma denúncia formulada pelo Ministério Público e aceita por unanimidade pelo Tribunal de Justiça.

Para embasar a denúncia, o Ministério Público apresentou as provas coletadas pela Polícia Civil no curso da Operação Abate Final, investigação do Deotap que comprovou a prática de desvio de dinheiro público do matadouro de Itabaiana e resultou no afastamento do então prefeito do cargo, o qual chegou a ser preso e encaminhado ao presídio.

Embora esteja inelegível por ter sido condenado pela prática de crime eleitoral, Valmir pretende disputar o cargo de governador do Estado pelo PL, partido do presidente Bolsonaro. Para isso, ele conta com a cumplicidade do empresário e conhecido fazendeiro Edivan Amorim, presidente estadual do PL .

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter