Rodrigo Valadares destaca projetos para São Cristóvão e solicita pagamento de emendas destinadas ao município 

Durante entrevista à rádio Comunidade FM, o deputado estadual, Rodrigo Valadares (PTB), destacou os planejamentos para o município de São Cristóvão e fez apelo ao governador do estado, Belivaldo Chagas, para liberar as emendas dos parlamentares, pois, como afirmou, é a partir delas que conseguem colaborar com as regiões.

Segundo o parlamentar, foi destinado de suas emendas cerca de 200 mil reais para São Cristóvão e, por falta de pagamento, o montante ainda não chegou à cidade. “Destinei, no ano passado e também neste ano, um valor significativo de emendas para São Cristóvão. No último ano foram 100 mil destinados à saúde e mais de 100 mil para calçamento em diversas comunidades do município, o que acontece é que infelizmente essas emendas ainda não foram pagas pelo governador”, disse.

Em apelo, o deputado solicita: “Governador, pague as emendas parlamentares, porque é lei, está na constituição do Estado e nós precisamos desse recurso para levar resultados para a população sergipana e, principalmente, para as cidades que mais precisam desse recurso”.

Sobre os planejamentos para a 4° cidade mais antiga do Brasil, Rodrigo afirmou que já esteve conversando com o prefeito para retomar o projeto cultural da seresta, muito popular na região, onde seu pai, Pedrinho Valadres, também deu a sua colaboração.

“Temos uma conversa avançada com o prefeito Marcos Santana para que a gente refaça aquele projeto da seresta. Quem tem um pouco mais de idade se lembra que meu pai, Pedrinho Valadares, quando foi secretário de turismo fazia esse projeto belíssimo na praça histórica da cidade e nós queremos, em parceria com a prefeitura e o governo federal, retomá-lo.  Claro, quando pudermos voltar a fazer eventos, mas esse é um projeto que quero, até o final do meu mandato, entregar a população sancristovense”, declarou.

O deputado se comprometeu ainda em solicitar a Marcos Santana que coloque um carro fumacê circulando nas ruas da cidade, para minimizar o fluxo de muriçocas e mosquitos que estão em excesso na região, ajudando ainda a evitar doenças como dengue e chikungunya.

“Entrarei em contato com um prefeito e formalizaremos também a solicitação, para que a gente consiga minimizar esse problema. Eu sei que é muito desagradável a questão das muriçocas e também as doenças que outros tipos de mosquitos podem trazer, vivemos hoje em uma pandemia, mas a dengue e a chikugunya não acabou”, pontuou.

 

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Publicidade:

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta