Rodrigo Valadares faz críticas a fechamento de comércio e ressalta desemprego no Estado 

Nesta quarta-feira, 12, o deputado estadual, Rodrigo Valadares (PTB), usou as suas redes sociais para fazer uma crítica ao fechamento do comércio aos finais de semana em Sergipe, ressaltando a altíssima taxa de desemprego no Estado.

“Segundo estudo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Sergipe é o único estado a manter seu comércio fechado no fim de semana.  Não é à toa que ostentamos o 3º lugar com maior desemprego no Brasil”, publicou.

Essa não é a primeira desaprovação que o parlamentar aponta. Logo após o levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra por Domicílios (PNAD) do IBGE, divulgada dia 10 de março deste ano, onde mostrou Sergipe com a terceira maior taxa média anual de desocupação do Brasil em 2020, com 18,4%, Rodrigo levantou o seu posicionamento sobre a questão.

Para ele, este é o resultado das políticas catastróficas do governo e das prefeituras de Sergipe nas tomadas de decisões durante a pandemia. “Lamentavelmente, Sergipe é campeão em desemprego, ficando atrás apenas da Bahia e Alagoas, esse é resultado das políticas catastróficas que nosso governador e prefeitos estão adotando, como o fechamento de estabelecimentos e toque de recolher”, disse.

Demonstrando preocupação, o deputado alerta ainda para as consequências dessas decisões. “Desemprego é sinônimo de mais mortes e violência, ainda mais em um momento que muitos estão passando por necessidades. É uma política desastrosa que precisa urgentemente ser apurada, pois estão destruindo o nosso Estado”, destaca.

Protesto

No último domingo, 10, os representantes da Abrasel realizaram uma manifestação, na Orla de Atalaia, em protesto ao fechamento de bares e restaurantes nos finais de semana. Segundo o presidente da associação, Bruno Dórea, Sergipe é o segundo maior em restrições do Brasil e isso tem prejudicado diversas empresas.

“Precisamos voltar a trabalhar, não podemos ficar mais um final de semana sem o nosso sustento, sem o nosso faturamento. Precisamos obedecer a todas as regras da vigilância, todos os protocolos e voltarmos com segurança. Nós também temos medo do vírus, mas só o retorno ao trabalho pode salvar as nossas empresas”, disse.

Ainda segundo a Abrasel, até o mês passado, já haviam cerca de 300 mil estabelecimentos fechados definitivamente no país, número que remete a um grande número de desempregados e famílias desamparadas.

Para o parlamentar, a situação é desesperadora e é por meio dessas análises e consequências que o governo de Sergipe deve modificar as ações tomadas atualmente.

Por Assessoria de Imprensa

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe uma resposta