Saese : Governo do Estado conclui aplicação das provas nas escolas públicas de Sergipe

Da capital ao interior, da cidade aos povoados. Onde tem escola pública, teve Saese

 

Durante duas semanas, entre os dias 18 e 29 de outubro, as escolas da Rede Estadual de Educação e das redes municipais estavam concentradas na aplicação do Sistema de Avaliação da Educação Básica de Sergipe (Saese), para estudantes do 2º, 5º e 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio. Esse momento foi marcado por acolhimento e incentivo antes e durante as provas.

 

É a primeira vez que o Estado de Sergipe, em uma ação conjunta com os municípios, fez a avaliação externa em larga escala, objetivando a aferição dos níveis de alfabetização e de aprendizagem em Língua Portuguesa e Matemática, além de ter coletado informações sobre fatores socioeconômicos, formação docente, complexidade da gestão e impactos da pandemia no contexto escolar.

 

Para o secretário da Seduc, Josué Modesto dos Passos Subrinho, que dialogou com todos os secretários municipais e gestores escolares, a prova consolida diversas mudanças na educação sergipana. “O Saese permitirá o início da construção do Índice de Desempenho Escolar em Sergipe (Idese), programas de melhoria da qualidade de ensino nas redes municipais e estadual e, finalmente, o fortalecimento do regime de colaboração entre o estado e os municípios, além de fornecer subsídios para intervenções pedagógica das escolas, formação continuada de professores e de dirigentes de rede. Agora, temos mais um desafio: a realização do Sistema de Avaliação da Educação Básica, o Saeb”, afirmou ao agradecer a toda comunidade escolar pelo engajamento mesmo diante de tantos desafios.

 

Informações preliminares da Coordenadoria de Estudos e Avaliação Educacional (Ceave/Seduc), dão conta que até o fim da avaliação, 3.700 aplicações foram realizadas. De acordo com a chefe da Ceave, Joniely Cruz, esta será a primeira vez na história em que a Educação Estadual terá dados educacionais por escola, por turma e por estudante, ofertados por um sistema estadual de avaliação da educação básica. Dessa forma, será possível iniciar as semanas de planejamento e encontros pedagógicos do ano letivo de 2022 com indicadores que subsidiam as políticas públicas e o planejamento da educação.

 

“Nós concluímos a etapa da coleta de dados e de informações educacionais do sistema e no início de 2022 iniciaremos o processo de devolutiva, a partir do diálogo, formação, apropriação dos dados junto às redes e os atores principais, gestores, professores e demais técnicos pedagógicos. Esse é um momento histórico para a educação sergipana, pois iniciamos a nossa história enquanto avaliação externa em larga escala no estado de Sergipe e foi importantíssimo vivenciar esse momento, juntamente com toda uma equipe de colaboradores, professores e educadores comprometidos para a realização do sistema de avaliação. Teremos pela primeira vez na história dados educacionais por escola, por turma e por estudante, ofertados por um sistema de avaliação da educação básica, um sistema estadual para iniciar um ano letivo de 2022 durante as semanas de planejamento e encontros pedagógicos para subsidiar as políticas públicas e todo o planejamento da educação no ano seguinte”, destacou.

 

O técnico pedagógico da Diretoria Regional de Educação 4, correspondente ao território Leste sergipano, e coordenador do Pólo Japaratuba 02 do SAESE, Marcos Gomes Cruz, compartilha da experiência da regional que foi marcada por empatia, responsabilidade e cooperação que deram o tom na direção de um diagnóstico mais aproximado da realidade local da educação sergipana.

 

“A partir da realização da primeira edição do SAESE teremos como ferramenta para os planejamentos de nossas escolas no início do ano de 2022, os resultados desta avaliação por escola, por turma e por aluno. Com essa finalidade entenderemos, de fato, onde estamos, de modo que seja possível projetar ações e estratégias que nos conduzirão à oferta de uma educação com mais qualidade e equidade para nossos estudantes”, disse.

Para que a primeira avaliação do ensino básico em Sergipe fosse possível, a Rede Pública Estadual de Ensino desempenhou uma intensa mobilização nas escolas municipais e estaduais de todo o território sergipano. No Centro de Excelência Nelson Rezende de Albuquerque, unidade que oferta o Ensino Médio em Tempo Integral, localizado no povoado São Mateus, no município de Gararu, as ações de chamamento para o Saese iniciaram desde o planejamento anual do ano letivo.

 

As ações de mobilização na unidade Nelson Rezende e seu entorno resultou em uma participação satisfatória, comenta a gestora, Elizabete Cristina Sousa Matos: “A avaliação do Saese aconteceu no dia 26 de outubro, nossos alunos foram acolhidos com música pelo professor de matemática, Wendell Silva, e logo após a prova oferecemos um lanche caprichado. Somos uma família e todos são importantes para colhermos bons frutos do nosso trabalho. Aqui a prova transcorreu tranquilamente e com presença satisfatória, contando com 100% de participação na turma da 3ª série do Ensino Médio e 95% dos alunos do 9º ano. Aguardamos com muita expectativa os resultados, visto que os nossos alunos saíram confiantes e com bons comentários da prova”, relatou.

Outra experiência positiva de participação no Saese ocorreu na Comunidade Xokó, situada na Ilha de São Pedro, município de Porto da Folha. O Colégio Indígena Estadual Dom José Brandão de Castro registrou 96% de presença na avaliação, correspondente aos alunos do 2⁰, 5⁰ e 9⁰ ano do Ensino Fundamental. Para a diretora do colégio indígena, Angela Apolônio, “a avaliação vai nos trazer um diagnóstico de como estamos, baseados em dados concretos, irá auxiliar no planejamento das nossas ações norteando melhorias. Com isso vai contribuir de forma significativa nas aprendizagens dos alunos em geral e, muito particularmente, dos que têm mais dificuldades”, mencionou.

 

A mobilização para a realização do Saese no âmbito das escolas municipais conduziu a Secretaria Municipal de Educação de Estância a realizar eventos com público, como a pedalada pelas ruas da cidade. Crianças, jovens, familiares, professores, gestores e colaboradores chamaram a atenção por onde passaram, carregando cartazes contendo informações da avaliação e levando a mensagem sobre o quanto é importante avaliar os estudantes no período de pandemia.

 

Segundo informações cedidas pela secretária municipal de Educação de Estância, Aurenitha Morgana Barreto Menezes de Souza, o município possui 42 unidades de ensino, sendo 5 creches. Desse total, as provas foram aplicadas em 22 escolas municipais com registro de presença de 80%. “Através da avaliação do SAESE as escolas poderão diagnosticar os níveis de aprendizagem dos alunos, obtendo um diagnóstico que contribuirá com o processo de aprendizagem, afinal, possibilitará condições para que os gestores possam realizar o planejamento curricular, bem como, subsidiar a formação continuada dos professores”, declarou a gestora municipal Aurenitha Morgana.

 

Saeb – Sistema de Avaliação da Educação Básica

 

Chegado ao fim a etapa de coleta de dados da aplicação do Saese, a Rede Pública Estadual de Educação iniciará o Saeb no dia 8 de novembro, sendo finalizada em 10 de dezembro. O Saeb é um conjunto de avaliações externas em larga escala que permite ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) realizar um diagnóstico da educação básica brasileira e de fatores que podem interferir no desempenho do estudante. Por meio de testes e questionários, aplicados a cada dois anos na rede pública e em uma amostra da rede privada, o Saeb reflete os níveis de aprendizagem demonstrados pelos estudantes avaliados, explicando esses resultados a partir de uma série de informações contextuais.

Assessoria de Comunicação da SEDUC – ASCOM

 

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *