Seduc e Sintese debatem situação da Educação pública neste momento de pandemia

O superintendente executivo da Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), professor José Ricardo de Santana, reuniu-se remotamente, na manhã desta quinta-feira, 30, com os dirigentes do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica do Estado de Sergipe (Sintese), para debater assuntos pertinentes à Educação do Estado, em especial neste momento de pandemia, a exemplo da participação dos alunos nas aulas não presenciais.

O encontro contou com a participação da presidente do Sintese, professora Ivonete Alves Cruz; dos assessores do sindicato, Hidelbrando Maia, Roberto Silva dos Santos e Leila Moraes; da diretora do Departamento de Educação (DED), Ana Lúcia Lima Rocha; da diretora do Departamento de Inspeção Escolar da Seduc, Eliana Borges, entre outros convidados.

O superintendente explicou que a Seduc tem feito uma pesquisa de diagnóstico, por meio do Núcleo de Acompanhamento Pedagógico, e também pelas Diretorias Regionais de Educação, entre outros setores, fazendo um monitoramento constante do andamento das atividades. ” A gente tem a preocupação se o aluno está realmente tendo a oportunidade de aprender. Esse é o ponto fundamental. E a gente criou uma variedade de possibilidades para eles. Estamos utilizando tudo aquilo que já foi experimentado em outros Estados”, disse o superintendente, citando como exemplos as videoaulas transmitidas pela TV Aperipê, a partir de um convênio da Seduc com o Governo do Amazonas, a disponibilização de diversos materiais de estudos no Portal Estude em Casa, como videoaulas produzidas pelos professores da rede estadual, entre outros. “Devemos ter, adicionalmente, uma ação de formação dos professores no acesso à tecnologia, que é um ponto importantíssimo. Essa é uma frente em que estamos investindo”, disse.

O professor Ricardo de Santana explicou ainda que uma das medidas que estão sendo tomadas para os alunos que não têm condições de acesso à internet para assistirem às aulas remotamente é a distribuição de material impresso, tomando todos os devidos cuidados de segurança sanitária.

Questionado pelo Sintese sobre os planos de retomada das aulas presenciais, o superintendente afirmou que essa é uma preocupação da Seduc, já que outras redes de ensino já estão anunciando o retorno. Ele disse que a rede estadual está estruturando um protocolo. ” “Estamos fazendo um diagnóstico das condições estruturais e sanitárias, mas também a situação de servidores e professores em situação de risco, em um eventual retorno das aulas presenciais”, declarou. Ele explicou que a organização desse conjunto de informações está sendo feita também com os municípios, “para que haja um diálogo e construção de um documento que faça sentido para o nosso Estado”.

Outro dado importante apresentado pelo professor José Ricardo de Santana é que, neste ano, além dos recursos do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), as unidades de ensino também estão recebendo verba do Profin para desenvolver as atividades e os projetos pedagógicos.

Ao fim da reunião, a presidente do Sintese, Ivonete Cruz, colocou-se à disposição para continuar o diálogo com a Seduc. “Ficamos aguardando o retorno do superintendente por meio de ofício, e queremos reafirmar a disposição em fazermos esse debate durante qualquer período da gestão do secretário Josué Modesto, e em especial neste momento de pandemia, e reafirmar também o nosso compromisso e cuidado com os estudantes da escola pública, em especial aqueles com condições socioeconômicas mais desfavoráveis”, declarou.

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta