Seduc fortalece acompanhamento pedagógico por meio de diálogo com escolas e diretorias regionais de educação

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) continua o Ciclo de Acompanhamento Pedagógico (NAP) presencial nas diretorias regionais de educação e escolas estaduais. Os encontros, que vêm ocorrendo desde o dia 21 de setembro, têm como objetivos fortalecer as ações desenvolvidas pelas equipes central e regionais de acompanhamento pedagógico, com foco na melhoria dos indicadores da rede, e proporcionar momentos de compartilhamento de experiências e ações que impactam positivamente na aprendizagem dos estudantes e, consequentemente, nos resultados alcançados pelas unidades.

 

 

Seguindo a agenda de atividades, na quinta-feira, 7, técnicos da Seduc estiveram na DRE 8, em Nossa Senhora do Socorro. As ações são realizadas em dois importantes momentos: o primeiro na sede da Regional, onde as equipes vivenciam uma dinâmica coletiva, permitindo se debruçarem sobre os indicadores que acompanham e refletirem sobre o contexto e os desafios para o desenvolvimento de um plano de estratégias para a melhoria dos resultados. O segundo momento do ciclo presencial do NAP é a visita a uma unidade de cada diretoria, possibilitando o diálogo direto com a gestão escolar. A iniciativa é coordenada pelo Departamento de Educação (DED), por meio do NAP.

 

A diretora do DED, professora Ana Lúcia Lima, que participou do ciclo e vem monitorando de perto as ações, parabenizou a participação das equipes central e regionais do NAP e abordou pontos de atenção constatados nos resultados gerais dos indicadores pedagógicos da Seduc, os quais estão sendo acompanhados mensalmente, enfatizando a necessidade de observá-los no momento do planejamento e alinhamento das ações de intervenção pedagógica, bem como discorreu sobre o impacto do acompanhamento pedagógico contínuo para a melhoria dos resultados. “São ações, diálogos, estratégias e experiências que não vão se perder de vista. O foco é nos apropriarmos desses mecanismos para avançar”, frisou.

 

Para a diretora da DRE 8, professora Marleide Cruz, é de fundamental importância esse alinhamento de ideias, que parte essencialmente do diálogo entre as equipes. “Eu vejo na prática o quanto esse trabalho é importante quando recebemos o retorno do técnico que vai à escola, além do diretor, que prontamente sempre agradece esse acompanhamento. Portanto, a oficina é um momento ímpar, e a gente fica feliz em poder compartilhar ideias, experiências de como melhorar, de como avançar nos indicadores, porque essa é uma equipe que acredita na educação, no potencial das escolas e dos nossos alunos”, declarou.

 

NAP na Escola

 

O segundo momento do Ciclo de Acompanhamento aconteceu para o Colégio Estadual Professor Antônio Fontes Freitas, localizado em Nossa Senhora do Socorro. A coordenadora do NAP, professora Josevânia Fonseca, destacou o quão está sendo importante esse ciclo presencial para o fortalecimento das equipes que realizam o Acompanhamento Pedagógico nas escolas. “Essa visita tem a intenção de se aprimorar cada vez mais esse ambiente, conhecendo os espaços, conversando com os gestores, coordenadores, com os professores; observando as salas de aula, dialogando sobre os desafios do retorno presencial, considerando, principalmente, o acolhimento dos estudantes e do planejamento do ensino híbrido para trazer esses alunos para dentro da escola e mantê-los engajados nas atividades”.

 

A diretora do colégio, professora Joseilde Arcanjo Santos, elogiou a ação da Seduc. “Foi uma das melhores estratégias que eu já presenciei. Porque é o momento em que a equipe vai ver e saber o que a gente está pensando, sentindo; como estamos desenvolvendo nossos planos, como estamos desempenhando nossas atividades, conhecendo a escola de forma efetiva e todas as instalações, diferentemente de fazer apenas por meio de documentação escrita. Para a gente é uma alegria recebê-los”, disse a gestora. Ela também informou que a escola retornou presencialmente no dia 17 de agosto, por meio do ensino híbrido.

 

O contato com o professor é outra premissa importante do NAP nas escolas. Uma das professoras socializou suas ações durante a visita foi Mônica Costa, que leciona no Atendimento Educacional Especializado (AEE), na sala de recursos multifuncionais. Ela destacou os benefícios do ciclo de acompanhamento. “Além de estarem vivenciando na prática o dia a dia da escola, a gente também pode estar mostrando o que a gente tem feito na nossa estratégia, discutindo e acolhendo sugestões. Foi um encontro muito proveitoso e de muita aprendizagem”, finalizou.

 

O próximo Ciclo de Acompanhamento ocorre nesta sexta-feira, 8, na DRE 5, cuja sede está localizada em Nossa Senhora das Dores, seguido de visita ao Colégio Estadual General Calazans, no mesmo município. Já o encerramento será no dia 15 de outubro, na DRE 3, em Itabaiana.

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Notícias de Sergipe: Informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *