Setor imobiliário está aquecido mesmo com a pandemia

 Mesmo com todos os desafios, em termos de estabilidade econômica, ocasionados pela pandemia do novo coronavírus, o setor imobiliário continua aquecido. É o que afirma o economista e professor da Universidade Tiradentes, Josenito Oliveira.

“O setor imobiliário faz parte da cadeia da construção civil que tem um efeito multiplicador muito grande. Logo, se quisermos melhorar ou aumentar o número de empregos, uma das alternativas é investir na construção civil. Isso emprega rapidamente e gera empregos diretos e indiretos”, declara o especialista.

“Então, a construção de imóveis, prédios e casas envolve não apenas os profissionais da área, como também toda a cadeia, de insumos, ou seja, de material de construção, além da parte elétrica, hidráulica, pisos, revestimentos, cerâmica, tubos e conexões. É uma cadeia muito grande”, acrescenta.

O economista enfatiza que o setor imobiliário tem um papel fundamental na geração de riqueza, emprego e renda, impulsionando a economia do país.

“O setor imobiliário está aquecido mesmo na pandemia porque a demanda aumentou e a oferta diminuiu. Então, por conta disso, houve uma valorização dos imóveis e há uma previsão de crescimento para esse setor no Brasil”, destaca.

“De modo particular, aqui em Sergipe, a construção civil é um dos setores que mais empregam e faz parte dos chamados arranjos produtivos locais. Nós temos grandes construtoras que possuem um potencial fantástico”, complementa.

Josenito também chama atenção para outro fator que tenha impulsionado todo o setor.

“Com o isolamento social, as pessoas ficaram mais em casa e acabaram fazendo pequenas reformas ou reparos. Então, as lojas de material de construção acabaram vendendo bastante. Isso foi um setor que ficou bastante aquecido na pandemia”, frisa.

Publicidade:

Para o especialista, o setor imobiliário e a tecnologia podem impulsionar ainda mais a recuperação econômica no Brasil.

“Na pandemia, as pessoas fizeram visitas e vendas virtuais, ou seja, o momento vivenciado acelerou o processo de digitalização em todos os serviços. Além disso, surgiram várias startups tecnológicas para facilitar diversos processos”, finaliza.

Assessoria de Imprensa | Unit

Deixe uma resposta