Pular para o conteúdo
Início » Ton Toy: uma vida dedicada a arte e a música

Ton Toy: uma vida dedicada a arte e a música

Gladston Batista dos Santos (Ton Toy) nasceu em 07 de abril de 1973, na cidade de Aracaju-SE. Filho de Walter de Aguiar Santos e Erotildes Batista dos Santos, é solteiro e pai do também músico Gleirisson da Silva Santos (Gueu).

Ton Toy viveu toda a sua infância no bairro Getúlio Vargas, onde aprendeu diversas artes participando de grupos de rua, dentre eles, o Primeiro Bloco Afro de Sergipe – Quilombo da Caixa D’água. Estudou no Educandário Nossa Senhora de Fátima, terminando o ensino médio no Colégio Pio Décimo. Participou das atividades da Instituição CRILIBER (Criança Liberdade), um dos primeiros e organizados grupos de Break Dance, conhecido como Bronka e Cia.

Participava dos blocos carnavalescos, a exemplo do primeiro bloco de carreta do estado “Blococota”, e por mais de uma década, juntamente com o saudoso produtor Maroaldo – percussionista do grupo Bolo de Feira-, organizou a queima de Judas, entre as ruas Riachão e Marechal Deodoro. Ton Toy faz questão de frisar que foi com Maroaldo (falecido em 2012), que aprendeu a tocar pandeiro.

Desde os anos 80, o músico Ton Toy vem desenvolvendo atividades no meio artístico, cultural e social em sua cidade natal e em outras cidades do estado de Sergipe, acumulando experiências até fora do país. Como músico arranjador percussivo (Banda Base), participou de vários Festivais: treze vezes no SESCANÇÃO; cinco vezes no Festival dos Funcionários dos Correios (SE); dois no Prêmio Banese de Música; dois no Canta Barra (SE); 1 no Festival de Música Estudantil NOVO CANTO (SE); dois Festival Laranjeirense (SE); 1 Festival de Marchas e Frevos de Sergipe; três FENAI (Festival de Música dos Funcionários da Caixa Econômica de Sergipe).

Como diretor musical e arranjador, o ilustre Ton Toy ainda foi destaque nos grupos de dança: CONTEMPODANÇA: “Membrana”, “Casulo” e “Ritual do Fogo”; ESPAÇO LISO: “Perfume”; CIA CUBOS: “Reverso”; MAFUÁ: “Festejos” e “Rezeiros”.

Também atuou em peças teatrais: “Auto do Menino Deus do Sertão”, Tonhão dos Santos; “A Pedra Furada”, Raimundo Venâncio; “Santo Antônio de Todos os Tempos”, Antônio dos Santos; “Na Praia, 1855”, CIA História em Cena; “No Dia Em Que Os Cadeados Se Rebelaram” em 2012, Ivo Adenil; “O Balanço do Circo Amoras e Amores” em 2014, Ton Toy;

Em 1999 viajou com Chico Queiroga e Antônio Rogério para New Orleans, seguindo até Nova York, e retornaram mais sete vezes à cidade do jazz e outras vizinhas. Tiveram quatro participações no grandioso festival HERITAGE JAZZFESTIVAL, dividindo o palco com grandes nomes, como Bob Dilan, Paul Simon, Bib King e outros gigantes da música.

Em 2004, viajou em uma turnê de 45 dias com a cantora Amorosa, passando por 23 cidades entre Austrália e Alemanha no musical “Samba da Esperança” de autoria do Padre Leeb (austríaco).

Viajaram para Onduras e Guatemala em 2007, com o show MÚSICA DAS TRÊS AMÉRICAS contando com a companhia da Harpista americana Patricie Fisher e o Violinista de Honduras Ângelo Rios.

Desde 2002, trabalha com o social, contribuindo com a formação do cidadão através da arte dos tambores, feito a partir de materiais alternativos e recicláveis. Em 2006 criou o grupo musical “Lateiros Curupira”, representando Sergipe e o Brasil no 40º aniversário do HERITAGE JAZZFESTIVAL.

Em 2007 foi idealizador do MUSICAL “ESTE É O MEU LUGAR”, encenado no teatro Tobias Barreto por 60 adolescentes de famílias carentes, pertencentes ao projeto Recriando Musical. Nesse mesmo ano, foi homenageado com uma placa pela Rede Andi Brasil e a Missão Criança pela promoção e garantia dos direitos da criança e do adolescente.

Ainda em 2007, participou de um projeto de arte-educação pela Secretaria de Segurança Pública Estadual dentro do presídio na unidade feminina. Essa mesma ação foi repetida no ano de 2012, dentro do projeto PENARTE. Em 2010, também, criou o grupo Zabumbadores de Vó Lourdes.

Atualmente é diretor e coordenador do grupo e oficina “Lateiros Curupira”; do Bloco de Carnaval “Os Recicláveis” e do concurso de “Fantasia de Jornal”; do grupo e oficina cultural Zabumbadores de Vó Lourdes, do Pifarofa e do Pandeiranda. Ainda é coordenador de eventos do Instituto Embaixada das Artes; Idealizador do movimento de Percussionistas de Sergipe MPERCURSSE e do projeto “Segunda da Segunda”, fomento da arte e cultura da poesia cantada sergipana e nordestina. É também coordenador de oficinas do SCFV na Secretaria de Assistência Social de Nossa Senhora do Socorro.

Uma frase que o identifica é: Cidadania a Todo Ritmo, a arte quem me deu, não precisou perguntar se eu queria!

Escritora e Historiadora Josevânia Sobrinho Santos. Natural Japaratuba-SE. Formada em Desenho de Construção Civil pelo Instituto Federal de Sergipe, Auxiliar e Técnica de Enfermagem pelo Centro de Estudos, São Lucas, licenciada em História, pela Universidade Tiradentes, Pós graduanda em Psicanalise pela FAVENE, Presbiteriana. Atualmente funcionaria em Hospital de Cirurgia onde o trabalho vendo vidas chegando vencendo adversidades e seguindo em frente e outras vidas chegam e se encerram ali mesmo, fato que a levou a reflexão na qual criou está coluna e seus escritos biográficos. Seja bem vindo a leitura do Biografia de cada dia.

Imprensa 24h

Notícias de Aracaju, Sergipe e do Brasil

Instagram

Facebook

Twitter