Vereadores de Aracaju estão em colônia de férias ?

A pergunta que entitula essa coluna não é gratuita e tão pouco carece de fatos. Aos que não me conhecem, permitam-me uma breve apresentação. Sou Leonardo Lisboa, sou professor, pré-candidato a vereador pela cidade de Aracaju e nos últimos meses iniciei um trabalho chamado FiscalizAJU, onde, como um cidadão comum, passei a acompanhar o trabalho dos parlamentares em nossa cidade, o que gerou incômodo em alguns vereadores e acabou ocasionando minha proibição de ocupar o plenário da câmara para indagar os parlamentares acerca de suas atuações e projetos que ali eram votados.

A pandemia do Coronavírus acabou por ressignificar meu trabalho de fiscalização, pois, com a inexistência das sessões ordinárias, nenhum projeto de lei foi levado a votação pela mesa diretora. Na semana passada, fiz uma denúncia em minhas redes sociais convocando o presidente da casa a implementar sessões online, visto que, em matéria veiculada no próprio site da CMA, a mesa diretora deu um parecer favorável para essa medida.

Todavia, hoje pela manhã fui surpreendido com a notícia de que o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, o vereador Nitinho Vitale, decidiu não convocar as sessões remotas para que os vereadores retornassem ao trabalho. Em uma breve pesquisa, descobri que em todas as capitais do Nordeste os vereadores continuam trabalhando de forma remota, exceto na cidade de Aracaju, por conta de uma decisão do presidente da casa. Decisão essa que, vale comentar, vai contra o desejo de alguns vereadores. Segundo informações que apurei, a maior parte dos vereadores em grupo no whatsapp não está confrontando o presidente. Estão apenas dizendo amém aos mandos e desmandos de Nitinho Vitale.

Os trabalhos legislativos em nossa cidade pararam, mas os salários continuam sendo pagos normalmente aos parlamentares, uma quantia de 19 mil reais para funcionários do povo que não estão exercendo o ofício pelo qual foram devidamente eleitos. Em um momento de extrema dificuldade por que todos os cidadãos aracajuanos estão passando, não creio ser justo que os representantes do povo não levem a votação projetos importantes para a nossa cidade.

Publicidade:

Segundo informações presentes no site da CMA, a última sessão ocorreu no dia 18 de março, portanto, há quase um mês os vereadores não estão votando e tão pouco discutindo projetos de leis que poderiam ajudar a população da nossa cidade. O presidente Nitinho Vitale caminha no sentido contrário às demais casas parlamentares que continuaram a trabalhar nesse momento calamitoso em que estamos vivendo.

Assim sendo, venho humildemente pedir que:

  • As sessões online sejam devidamente iniciadas;
  • Caso contrário, que os salários dos vereadores sejam descontados e o valor destinado ao tratamento da pandemia.

Encerro esta coluna lembrando a todos que me lêem que os políticos são funcionários públicos, portanto, são eles que devem nos servir, e não o contrário. Precisamos parar de idolatrá-los e passar a fiscalizar o seu trabalho; afinal de contas, somos nós que pagamos os seus gordos salários.

P.S.: Até o momento da publicação desta nota, obtive a informação de que a Vereadora Dr.ª Emília Corrêa ingressou um mandado de segurança pública contra o presidente Nitinho Vitale, exigindo o início das sessões online.

 

 

 

Notícias de Sergipe

Email: contato@imprensa24h.com.br

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Imprensa 24 Horas

Siga nossas redes:

Facebook
Instagram
Twitter

Imprensa 24h

Agilidade e informações com credibilidade são as marcas do Imprensa 24h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *